A atividade contou com a presença das crianças e dos adolescentes atendidos pelo Centro, além dos seus familiares e dos funcionários

*A fim de preservá-los, usuários e familiares do Creas Pop citados serão identificados por nomes fictícios.

“O melhor presente de Natal é ver o meu filho e saber que ele está bem, participando de várias atividades e sendo bem cuidado”. Foi assim que a dona de casa Fátima Silva descreveu seus sentimentos ao reencontrar o filho de 12 anos, atendido pelo Centro de Referência Especializada de Assistência Social para a População em Situação de Rua (Creas Pop).

Ele, outros usuários do serviço e seus familiares, além dos funcionários do Centro participaram, nesse domingo, 22, de um almoço na sede da instituição, que acolhe, exclusivamente, pessoas com idade entre 10 e 18 anos que estejam em situação de rua. Segundo o psicólogo Ualy Castro, coordenador do Creas Pop, o objetivo do serviço é acolher essas crianças e adolescentes, oferecendo condições para que eles retornem ao convívio familiar.

Ualy Matos

Sobre as atividades realizadas ao longo do ano, Ualy declarou: “A nossa meta é dar a essas crianças e adolescentes reconhecimento, dignidade e respeito. Temos alguns pontos fortes, entre eles, essa política de aproximação, desenvolvida a cada dia, graças também à abordagem dos educadores de rua, que vão em busca desses meninos e meninas”.

Os funcionários do Creas Pop falaram sobre a importância da confraternização, intitulada Almoço em Família.

Márcio Guimarães

Para o educador físico Márcio Guimarães, “isso é muito bom, porque o objetivo é unir as famílias e nada melhor que a época do Natal para essa reunião”.

Ana Maria Dias e demais educadores sociais

Já a educadora social Ana Maria Dias lembrou a necessidade de interação entre todos que convivem com as crianças e os adolescentes atendidos pelo Creas Pop. “Eles precisam se firmar como seres humanos e saber que pertencem a uma família, e issoé muito importante para isso. Também é importante as famílias conhecerem o programa e a gente conhecer um pouco da vida desses jovens lá fora”.

No momento dos agradecimentos, a adolescente Bruna*, 15 anos, que morou na rua durante dois anos até aceitar o convite da equipe do Creas Pop e participar do programa, declarou emocionada: “Agradeço a Deus e a todos pela festa, por tudo. Gostamos muito”.