O Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do bairro Vila América atende atualmente cerca de 1.800 famílias e abrange diversos grupos de convivência. Entre eles, está o Grupo União do Vila América (UVA) que, desde 2011, atua no sentido de promover a convivência e o fortalecimento de vínculos para a pessoa idosa. Em média, 25 pessoas participam das atividades.

Na última semana, o grupo deu início à atividade intitulada “Quem conta um conto não dorme no ponto!”, com o objetivo de estimular a memória, a interação social e o prazer pela leitura, por meio de rodas de conversas e da narração de histórias. Nessa primeira atividade, o convidado palestrante foi o escritor Arnaldo Ferreira Santos, autor do livro Rone e Rosa: O amor é azul.

Arnaldo Ferreira, escritor

Na ocasião, Arnaldo destacou a importância da interação e troca de conhecimento nessa fase da vida. “É importante ter esse momento de conversa, de troca de experiência, para que possamos desfrutar da nossa idade com sabedoria e ter uma qualidade de vida melhor”, conta.

Maria Florence, aposentada

Segundo a aposentada Maria Florence, que participa do grupo há um ano, a atividade aproxima os moradores do bairro. “Achei esse diálogo muito positivo, houve uma troca de conhecimento entre o grupo”, declarou.

Os encontros do Grupo União do Vila América são realizados todas as terças-feiras a partir das 13h30, na sede do Cras, localizado na Avenida Um, s/n.