O Centro de Referência de Assistência Social do Vila América (Cras II) realizou na manhã desta sexta-feira, 07, uma reunião com a presença de representantes do Conselho Tutelar, da Unidade Básica de Saúde do Vila América, da Escola Municipal Mozart Tanajura e da Promotoria da Infância e Juventude. Os representantes integram um grupo de trabalho cujo objetivo é elaborar estratégias para atender as famílias do Loteamento de maneira mais eficaz.

Desde sua implantação, em 2008, o Cras Vila América oferece serviços socioassistenciais à população local, contribuindo para o fortalecimento do vínculo familiar e comunitário, por meio de palestras e campanhas socioeducativas e promovendo a articulação e o fortalecimento de grupos sociais. Agora, a equipe do serviço quer potencializar os resultados, juntando forças com as demais instituições que trabalham pelo desenvolvimento do bairro.

“O Vila América tem muitos casos de negligência com crianças e adolescentes. Desde 2013, nós recebemos muitas famílias em situação de violação de direitos, encaminhadas pelo Conselho Tutelar. Por isso tivemos a ideia de juntar as diversas instituições que atendem a essas famílias. E foi muito interessante porque todos abraçaram mesmo a ideia”, comenta a assistente social Eloína Damaceno.

Sumara Amorim

A coordenadora do Cras Vila América, Sumara Amorim, explica que o serviço possui 2.462 famílias cadastradas e que todas elas precisam ser atendidas adequadamente. “Nosso objetivo é trabalhar com esse público de forma intersetorizada para garantir a efetividade do atendimento. Nós precisamos transmitir para eles a importância do cuidado com a família, a consciência de responsabilidade e compromisso com a família”, afirma.