Michael estabeleceu vínculo com o serviço e nunca vai esquecer o que fizeram por ele

Com a carteira de trabalho assinada, Michael voltou ao Cras Miro Cairo para agradecer a equipe.

A Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista vem priorizando a pauta da infância e adolescência. Para tanto, ela vem fazendo investimentos importantes como formar de fortalecer a Rede de Proteção em sua dimensão preventiva.

O município conta com uma rede composta por estruturas vinculadas ao governo municipal e às organizações da sociedade civil, ofertando acesso a importantes serviços públicos e projetos desenvolvidos em diversos bairros por essas organizações.

Michael Pedroso Chaves (19), morador do Miro Cairo, é um exemplo de história bem-sucedida desta rede que o acolheu no Programa Conquista Criança e atualmente é assistido pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Miro Cairo.

Ele chegou no Conquista Criança com 11 anos de idade, lá participou de todas as atividades ofertadas pelo serviço de convivência e fortalecimento de vínculos. Em 2019, foi acolhido pelo Cras Miro Cairo, onde de forma tímida já chegou com o desejo de entrar no mercado de trabalho.

“Quando Michael chegou aqui no Cras ele já apresentou essa vontade de trabalhar. Então encaminhamos ele para equipe técnica que fez o acolhimento e inseriu ele no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, onde ele participou do curso do Acessuas Trabalho e também foi encaminhado para o curso de informática na Rede de Atenção”, explicou a técnica administrativa da unidade Marluce Sobral.

Michael focou no Programa de Orientação Profissional (POP) do Acessuas Trabalho. “O curso me ensinava como me comportar numa entrevista de emprego, o que falar, o que vestir”, explica Michael que também contou com ajuda para preparação do seu primeiro currículo. Além do POP, ele também participou do curso de informática oferecido pelo Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica) em parceria com a Rede de Atenção e Defesa da Criança e do Adolescente.

O sonho de Michael é ser bailarino profissional

De currículo na mão e curso de informática concluído, Michael se inscreveu no programa Jovem Aprendiz do Atacadão, foi aprovado e depois de um ano foi surpreendido com a sua contratação definitiva. “Fui contratado como um dos destaques da minha turma de Jovem Aprendiz. Fiquei muito feliz, a realização de um sonho”, comenta.

Para agradecer a sua conquista, Michael voltou ao Cras e fez questão de lembrar que ele e seus quatro irmãos sempre tiveram o apoio da prefeitura, primeiro no Conquista Criança, depois no Cras. “Nunca vou esquecer os que vocês fizeram por mim, tenho muito orgulho. Lembro que quando cheguei no Conquista Criança me falaram que meus irmãos mais velhos também passaram por lá, isso me motivou muito, porque meus irmãos trabalham, tem família e eu quero ser como eles”, revelou.

Segundo a gerente do Cras Miro Cairo Marli dos Santos Cruz jovens como Michael só alcançam sua autonomia e independência quando o trabalho com eles possui uma rede de apoio. “Michael é o exemplo de que nossa rede de proteção funciona. Sua relação com o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) começou ainda com 11 anos. Para nós é uma alegria poder receber essa notícia e poder contar a sua história, que é a história de outros jovens que a Prefeitura acompanha em todas as unidades da Assistência Social”, destacou Marli.

Feliz Michael lembra que o trabalho é só o início de seu projeto de futuro, na verdade ele espera que com a independência financeira ele possa continuar o curso de balé iniciado no Conquista Criança. “Meu sonho mesmo é ser um bailarino profissional. Assim que eu me organizar, vou voltar para o balé”, declarou.