Falar sobre o poder da relação entre mãe e filho. Foi para isso que a psicóloga Aline Matos foi convidada, nesta quinta (12), pela equipe do Cras Bruno Bacelar. Ela esteve na Academia da Saúde do bairro Brasil para a primeira atividade do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) no local. A partir de janeiro, uma série de atividades acontecerá no mesmo espaço por meio do SCFV.

O objetivo do Cras, deslocando parte da equipe até o bairro, é fazer com que as ações e serviços cheguem à comunidade. De acordo com a gerente da unidade, Sheila Cristina Portela, o Cras Bruno Bacelar atende a um território muito extenso, que inclui quatro bairros e 13 loteamentos.

“A gente está indo até onde o povo está. Às vezes a pessoa precisa pegar dois ônibus pra chegar até o Cras, então vir para esse espaço é muito importante, é um momento especial pra gente poder começar esse serviço no bairro Brasil”, afirma. De acordo com ela, o serviço chegará também a outros pontos do território.

No encontro com mães, avós e crianças participantes do Primeira Infância no SUAS, Aline abordou o tema, que também foi trabalhado durante a Semana do Bebê, no formato de roda de conversa, provocando os participantes a refletir sobre carinho, cuidado e amor. “Construir um vínculo saudável é ter presença de afeto, que pode ser demonstrado de várias maneiras. A amamentação é um dos exemplos”, destacou a psicóloga.

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos é ligado à Proteção Social Básica do SUAS que é ofertado de forma complementar ao trabalho social com famílias. É realizado por meio do Serviço de Proteção e Atendimento Integral às Famílias (PAIF) e do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado às Famílias e Indivíduos (PAEFI) e realiza atendimentos em grupo, com o objetivo de fortalecer as relações familiares e comunitárias, além de promover a integração e a troca de experiências entre os participantes, valorizando o sentido de vida coletiva.