O atendimento deve começar nesta quinta (30).

Em fase de acabamento, unidade para 32 leitos foi construída em cerca de 10 dias

Os 20 leitos clínicos contratados pela Prefeitura Municipal junto ao Hospital São Vicente estão prestes a ser inaugurados. Nesta terça-feira (28), foram concluídos os últimos detalhes de acabamento do espaço anexo ao hospital que deve receber já a partir da próxima quinta-feira (30), pacientes com suspeita ou confirmação de infecção pela Covid-19. Além dos leitos contratados, o hospital está deixando disponível mais 12 leitos clínicos, totalizando 32 novos leitos à disposição da população. A Prefeitura já havia contratado outros 30 leitos (20 clínicos e 10 de UTI) que estão em funcionamento desde o dia 08 de maio. Com esse novo contrato, o Governo Municipal amplia a capacidade de atendimento médico hospitalar aos seus munícipes em um grande esforço para reduzir a pressão hospitalar, mesmo que os pacientes de Vitória da Conquista representem uma pequena parcela dos ocupantes dos leitos hoje disponíveis.

Segundo o coordenador de obras do Hospital São Vicente, Márcio Santana, esta foi uma obra concluída em tempo recorde. “Foram cerca de 40 trabalhadores, que se empenharam todos os dias, noites e finais de semana, para a conclusão dessa obra tão importante. Hoje, estamos em fase de acabamento e amanhã estará tudo pronto para funcionar”, explica Santana.

O secretário municipal de Administração, Kairan Rocha, relata que essa nova parceria entre a Prefeitura e o Hospital São Vicente será providencial para atender a demanda por internações no município. “Estamos felizes com o empenho do hospital e de muitos empresários que fizeram doações à Santa Casa para a construção dessa estrutura de forma tão rápida. Isso irá ajudar Conquista e sua microrregião no tratamento de pacientes que venham a necessitar de internação”, destaca Kairan.

De acordo com o superintendente do Hospital São Vicente, Ricardo Alexandre, o hospital está preparado para receber pacientes da Covid-19 em seus 32 novos leitos. “Desde que foi solicitado, fizemos o possível para realizar a construção desta unidade em cerca de 10 dias. Além dos 20 leitos contratados, o hospital irá dispor de mais 12 leitos, mediante às necessidades do município e para que a cidade não venha a parar e retroceder por conta da pressão hospitalar”, relata o superintendente.