O conselho tem como objetivo propor formulações sobre as políticas municipais de fiscalização, prevenção e repressão ao uso de tráfico de entorpecentes no município

O Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (Comad) retomará suas atividades em 2018. Na última sexta-feira (2), foi realizada a cerimônia de posse dos novos membros do conselho. A solenidade aconteceu no Salão Nobre do Gabinete Civil e contou com a presença do chefe do Gabinete, Marcos Ferreira, representando o prefeito Herzem Gusmão, e da diretora de Atenção Programática e Especializada, Silvana Galdino, que representou a secretária de Saúde, Ceres Almeida.

“Gostaria de agradecer por estarem aqui. Sei que todos que estão aqui têm responsabilidade com esta causa, pois fazem isso de forma voluntária”, agradeceu Marcos Ferreira, numa referência à disponibilidade dos conselheiros para desenvolverem iniciativas referentes à redução da demanda de drogas e acompanharem o desenvolvimento das ações de fiscalização e repressão executadas pelo Estado e pela União, alguns dos objetivos do conselho.

O Comad conta com 20 titulares entre representantes do Governo Municipal e da sociedade civil, além dos suplentes.

Comad conta com 20 membros, sendo 10 representantes governamentais e 10 membros da sociedade civil

Uma das conselheiras empossadas foi a enfermeira do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD), Milena Andrade. Ela falou sobre a importância do conselho: “A problemática da droga é multifatorial e suas formas de enfrentamento devem ser compartilhadas por todos. E a importância do conselho é justamente esta: ele estar composto por diversos segmentos, além da responsabilidade de mobilizar e articular ações de prevenção ao uso de drogas”.

Como suplente das Comunidades Terapêuticas, padre Edilberto Amorim, concordou. “Percebemos que a posse dos membros do Conselho é de uma importância tamanha não só para Vitória da Conquista, uma vez que não há fronteira para o usuário de droga. Por isso, precisamos criar mecanismos, fortalecer a rede e fazer com que as pessoas possam trabalhar em prol daqueles que precisam da nossa atenção e este Conselho vem com esse propósito”, enfatizou.

Segundo a diretora responsável pelos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), o Comad fortalece os serviços oferecidos pela Prefeitura. “Esse conselho vem trazer benefícios para as ações e os planejamentos de combate a esse grande mal que atinge todo o Brasil. Ele vem fortalecer o serviço, pois une as secretarias e os próprios usuários para tornar mais efetivas as intervenções”, declarou Silvana Galdino.

A solenidade foi encerrada com a declamação de um texto em versos de autoria do coletivo de usuários do Caps AD, e recitado por Murilo Gonçalves, que também tomou posse no conselho. Antes de recitar “Esperança”, Murilo relatou: “É uma luta constante, mas há três anos e meio não faço uso de nenhuma substância e conto com o serviço de saúde mental para este fim”.

Usuário do Caps AD e membro do conselho recita um texto de autoria do coletivo de usuários do Caps AD, intitulado “Esperança”