Desde a última segunda-feira (4), os profissionais da Rede Municipal de Saúde estão sendo testados para a Covid-19.

A ação é realizada pela Secretaria Municipal de saúde que, no último domingo, recebeu 5 mil e 600 testes rápidos vindos do Governo Federal. Apenas nos dois primeiros dias de trabalho, foram testados 79 profissionais das unidades de Atenção Básica. Todos deram negativo para a doença.

O teste rápido é feito com uma pequena amostra de sangue e detecta a presença de anticorpos em pessoas que tiveram contato com o vírus há mais de sete dias.

Cerca de 1900 profissionais da Rede Municipal de Saúde vão ser testados. Durante todo este mês, a equipe de Vigilância vai seguir um cronograma de testagens e irá a todas as 42 unidades de Saúde Básica da zona urbana e rural. “Queremos garantir a segurança, tanto dos profissionais, quanto dos pacientes. Se por acaso algum profissional for identificado com a doença, será tratado adequadamente. Com isso, iremos oferecer um atendimento sem riscos para a população”, pontua Ramona Cerqueira, que ocupa interinamente o cargo de secretária de Saúde.

Caso algum resultado do teste rápido seja positivo, o profissional também fará o exame de contraprova através do exame laboratorial RT-PCR, cujo diagnóstico é bem mais preciso. Atualmente, o exame de PCR é feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Salvador.

Neste primeiro momento, serão testados os profissionais da saúde ligados à Secretaria Municipal de Saúde. Em seguida, será a vez dos servidores da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes) que, também, prestam atendimento direto à população.

Os pacientes que estão em monitoramento e apresentam sintomas gripais há mais de sete dias serão os próximos a fazer a testagem. Ainda de acordo com a secretária de saúde, “se o Lacen não fizer a coleta destes pacientes dentro do prazo, que é de uma semana, iremos fazer o teste rápido nos sintomáticos”.

A estratégia de fazer ampla testagem tem sido indicada pelo Ministério da Saúde. É uma forma do município ter dados mais concretos sobre o número real de infectados e traçar estratégias de controle.

A previsão é de que, nos próximos dias, mais 7 mil testes comprados pela Prefeitura cheguem a Conquista.