Dos 30 jovens que iniciaram o projeto, 24 concluíram

O “Cidadão Aprendiz”, projeto de aprendizagem profissional para jovens, chegou à sua etapa final na última sexta-feira (26), com a realização dos exames demissionais dos 24 participantes que conseguiram completar o contrato.

O projeto que iniciou em setembro de 2018 com 30 jovens foi executado de forma articulada entre Prefeitura, Instituto Federal da Bahia (Ifba), Ministério Público do Trabalho, SRT-BA, o Ministério Público Estadual e a empresa EPCL Empreendimentos.

Durante quase dois anos, a Prefeitura ficou responsável pela qualificação prática dos jovens e o Ifba responsável pela sua formação teórica na área administrativa e apoio a usuários de informática. Cada um dos jovens recebeu meio salário mínimo pago pela empresa E.P.C.L Empreendimentos. Além disso, os jovens contaram com o apoio da equipe técnica da Rede de Atenção e Defesa da Criança e do Adolescente.

“Esta foi uma experiência bastante exitosa. Feita de forma articulada, beneficiou os jovens participantes e também suas famílias. O Governo Municipal já está estudando um novo projeto de aprendizagem”, destacou o secretário de Desenvolvimento Social, Michael Farias.

Uma das jovens contempladas foi Gisele Moraes Teles (20), moradora do Bairro Senhorinha Cairo, que entrou no projeto com 18 anos. Para Gisele, que ficou lotada na Central de Marcação de Consultas da Secretaria de Saúde desde o início, o projeto foi a realização de um sonho: “Desde os meus 15 anos, eu sonhava em trabalhar com a carteira assinada. Essa experiência foi maravilhosa, principalmente porque aprendi muito e fiz grandes amigos”, salientou Gisele.

Gisele foi acompanhada de sua mãe para o exame

Em seu último dia de atividade do projeto, Gisele contou com a companhia de sua mãe Jocenice Moraes Teles, durante o exame demissional. “Minha filha ficou muito feliz no período em que estava trabalhando. Saía cedo para o trabalho, meio dia ela saía do trabalho e ia pra escola, era uma correria, mas que fez muito bem pra ela. Eu, como mãe, fiquei muito feliz também pelo primeiro trabalho dela”, ressaltou Jocenice.