A Prefeitura de Vitória da Conquista continua monitorando as condições climáticas e atenta a eventuais temporais. O Comitê de Gerenciamento de Crise criado pela prefeita Sheila Lemos para agir na prevenção e mitigação dos efeitos das chuvas também acompanha a situação dos locais atingidos pelas precipitações ocorridas durante a semana.

De acordo com as medições feitas nos pluviômetros monitorados pela Defesa Civil Municipal, até as 18h de ontem (1º), Vitória da Conquista havia registrado uma média de 18,55 mm de chuva. Nas últimas horas não houve registro de precipitações significativas. A região com chuvas mais intensas foi a pluviômetro do bairro Bruno Bacelar, que apresentou um acúmulo de 37,24 mm.

Até ontem, em razão das chuvas da semana, sete ocorrências foram atendidas pela Defesa Civil no município. Houve dois alagamentos em imóveis privados, no bairro Ibirapuera, apenas com prejuízos materiais. Também foram registrados danos na Rua TG8, no Alto da Boa Vista, em decorrência de serviços da Embasa, que já foi acionada para tomar providências.

Ações constantes

As equipes da Prefeitura continuam trabalhando em todo o município, em ações de prevenção e reparos a danos por efeito das chuvas. Na zona rural, as condições das estradas estão sendo constantemente monitoradas. A limpeza dos canais, que visa desobstruir o percurso do fluxo das águas, está sendo realizada do povoado de São João das Vitórias (Batuque), distrito de Dantelândia.

Na cidade, estão sendo vistoriados os pontos mais críticos, como o bairro Campinhos e a Fazenda Paixão (Lagoa das Flores). A Operação Tapa-Buracos está atendendo as vias, de forma emergencial, com cascalhamento, até que o tempo estabilize e seja possível utilizar o asfalto.

Canal dos Campinhos

Alto da Boa Vista