Com o objetivo de promover a integração e a socialização dos usuários, os Centros de Atenção Psicossocial (Caps II e AD) promoveram os festejos tradicionais de São João. As celebrações, em homenagem ao santo, foram marcadas por muita alegria, forró pé de serra e comidas típicas.

No Caps AD – voltado para o tratamento de dependentes de álcool e outras drogas –, o festejo, realizado na última semana, contou com um tradicional café junino promovido nas futuras instalações da Unidade de Acolhimento Adulto. Na ocasião, os participantes puderam apreciar quentão sem álcool, canjica e outras comidas tradicionais neste período junino. Tudo isso, ao som da banda “Contra Tempo”.

Carlos Alberto

José Antônio

“Nossa festa tem o objetivo de promover a confraternização entre os usuários e os trabalhadores e também mostrar queé possível se divertir sem a utilização do álcool e de outras drogas”, explicou o gerente do Caps AD, Carlos Alberto Silva. Quem também aproveitou para se divertir foi o usuário do serviço José Antônio Brito. “Estou muito animado com a festa e feliz com o atendimento do Caps AD, local que frequento há cinco anos”, declarou José.

Caps II

Jussara Maria

No Caps II, o festejo foi animado com a realização de uma quadrilha junina na última quarta-feira, 18. Com muita irreverência e animação, os participantes da Oficina de Teatro se apresentaram no próprio serviço. A marcadora da quadrilha foi a coordenadora da oficina, Jussara Maria Silveira. Durante o evento, ela lembrou sobre a importância da apresentação para o grupo. “A escolha do tema e das roupas são feitas pelos integrantes do próprio grupo de teatro, que atualmente conta com 15 pessoas. Este é um momento de valorização e integração”, avaliou Jussara.

Daniel Pereira

Travestido da noiva Sônia, Daniel Pereira Souza, ficou muito feliz com a sua atuação na quadrilha. “Estou realizado e feliz em poder participar da apresentação e comemorar com meus amigos e familiares”, ressaltou Daniel.

Átila Lemos

A festa do Caps II, além de muito animada, tem a participação de todos na organização. “A Administração sugere a data e o local e eles discutem e aprovam durante a Assembleia dos Usuários, que acontece uma vez por mês. Todos os detalhes, como alimentação, sorteio de balaio e apresentações, foram definidos pelos usuários, seus familiares e trabalhadores”, destacou o gerente do serviço, Átila Patés Lemos.