O Centro de Atenção Municipal – Coronavírus (Covid-19) começa a funcionar a partir dessa segunda-feira (27). No fim da tarde deste domingo (26), o prefeito Herzem Gusmão vistoriou as instalações e equipamentos do núcleo, acompanhado da secretária interina da Saúde, Ramona Cerqueira, do secretário municipal de Administração, Kairan Rocha, e de técnicos do Município.

O Centro faz parte das estratégias adotadas para prevenir, controlar e combater o avanço do coronavírus: “Esse centro de triagem é fundamental e nós avançaremos muito com ele. Nós também fizemos a contratação de leitos e seremos o único laboratório do interior que vai realizar testes de coronavírus. Estamos tomando as providências, inclusive instalando barreiras sanitárias e protelando as medidas restritivas para que a tranquilidade reine”, declarou o prefeito.

Em pouco tempo, o Governo Municipal transformou as instalações do CAPS AD III – situado entre as Avenidas Régis Pacheco e Integração e que estava inativo – no Centro de Atenção. O local dispõe de instalações amplas e foi equipado para receber pacientes com suspeita de infecção pelo coronavírus.

O secretário municipal de Administração e coordenador do Comitê de Gestão de Crise, Kairan Rocha, explica: “O município recebeu doações de macas, porém teve que comprar outros materiais – como EPI’s, medicamentos, laringoscópio, termômetros, soro – para compor sua estrutura, além de realizar seleção de profissionais para atender os pacientes”.

O Centro de Atenção conta com equipe composta por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, recepcionista e higienização. O serviço oferece leitos de atendimento a pacientes que apresentem quadro leves e moderados de suspeita ou confirmação de infecção por Covid-19, além de uma sala vermelha que poderá ser usada caso surja algum paciente em estado grave até que ele seja transferido para um dos hospitais credenciados ao município.

É importante esclarecer que o atendimento não vai acontecer por demanda espontânea, pois não é um serviço de portas abertas. Segundo a secretária interina de Saúde, Ramona Cerqueira, os pacientes serão encaminhados pelas unidades de saúde e lá médicos especialistas farão uma segunda avaliação dos pacientes que vão receber os primeiros tratamentos. “Nossa comunidade tem a segurança de que o nosso serviço de saúde está pronto para recebê-la. Esse é um compromisso da gestão”, afirmou a secretária.