Nesta semana, o Centro de Atenção Municipal Covid-19 completou um ano de existência. De 27 de abril, data em que foi entregue à comunidade, até o momento, foram realizados mais de quatro mil atendimentos.

A secretária de Saúde, Ramona Cerqueira, lembra que o centro foi um dos primeiros do país, resultado da avaliação da gestão de que era necessário um equipamento que atendesse os pacientes que procuravam as unidades de saúde em busca de apoio logo no início da pandemia.

“Com o centro, equipado pelo ex-prefeito Herzem Gusmão, pudemos receber essas pessoas da melhor forma possível, orientando, diagnosticando e iniciando o tratamento nos casos confirmados. O Centro de Atenção Municipal Covid-19 foi fundamental para fazermos o enfrentamento da Covid-19 neste um ano de existência”, afirmou Ramona.

O Centro funciona em regime de 24 horas e atende os pacientes encaminhados pelas unidades de saúde. Para evitar os riscos de contaminação cruzada, não é um serviço de portas abertas. São 19 leitos para observação de pacientes, por curto período, até que sejam transferidos, quando for o caso, para unidades hospitalares por meio da Regulação Estadual de Leitos.

No Centro, é feita a testagem dos pacientes atendidos, são processados os testes de pesquisa de antígeno coletados na rede municipal e é feita a distribuição de medicação para os pacientes. Só neste ano de 2021, foram distribuídos mais de nove mil unidades de medicamentos.
Uma equipe de 75 profissionais atua de forma escalonada, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, servidores da higienização, administração, segurança e transporte. Todos já foram vacinados contra a Covid-19. Neste período de um ano, o número de funcionários contaminados foi bem reduzido, apresentando uma taxa de menos de 20%, abaixo da média.

O coordenador do Centro de Atenção Municipal Covid-19, Felipe Bittencourt, relembra a importância implantação da unidade logo no início da pandemia e destaca que continua essencial na luta contra a doença. “Todos estávamos com muito medo das incertezas, mas, durante o processo, aprendemos a respeitar esse vírus fatal, enxugando as lágrimas pelas perdas e buscando a coragem diária para atendermos e cuidarmos da nossa comunidade. Agradecemos a nossos parceiros diários, de toda a Prefeitura, por nos dar suporte e fazermos juntos uma luta sólida contra a Covid”, diz o coordenador.