Equipamento foi uma conquista da comunidade por meio das plenárias do Orçamento Participativo

Em fotos, o momento da entrega do Centro Comunitário de Lazer

Um ano e meio após ter sido inaugurado pelo Governo Municipal, o Centro Comunitário de Lazer Idaildo Rodrigues Chaves continua a servir aos moradores do Loteamento Nova Cidade, situado na zona leste de Vitória da Conquista. Diariamente, jovens podem ser vistos ali em meio à prática de esportes, especialmente o futsal.Resultado de um investimento de aproximadamente R$ 255 mil, o equipamento foi construído pela Empresa Municipal de Urbanização (Emurc). Antes de tornar-se realidade, foi uma reivindicação que os moradores fizeram chegar à Administração Municipal por meio de um método que se consolidou como instrumento de participação popular: aprovando-o numa plenária do Orçamento Participativo (OP). Com isso, a reivindicação tornou-se demanda prioritária para a Prefeitura, que, por fim, determinou a construção da praça.

‘Confiança’– “O Nova Cidade se tornou um novo lugar, por conta da confiança dos moradores no Orçamento Participativo”, avalia o coordenador do OP, João Alberto Rodrigues, que cita ainda outras melhorias alcançadas por meio desse instrumento, além do Centro Comunitário de Lazer: a pavimentação de várias ruas e a construção de uma unidade de saúde, atualmente em andamento.

O atual presidente da Associação de Moradores local, Osvaldo West, acompanhou todo o processo, desde o início – inclusive a escolha do nome, homenageando “Seu Rosa”, um morador, já falecido, que participou das reivindicações. “Ele era um dos moradores mais antigos e achamos por bem colocar seu nome na praça. Os familiares ficaram muito agradecidos”, recorda West.

Homenagem– Seu Rosa, como era conhecido Idaildo Rodrigues Chaves, foi um dos mais ativos líderes comunitários da região do Nova Cidade. Pouco antes de morrer, em 28 de dezembro de 2012, aos 76 anos, ele se dividia entre a vice-presidência da Associação de Moradores do loteamento e a atuação como delegado do Orçamento Participativo, onde chegou a ser membro do Conselho e da Executiva. Além disso, ele ainda encontrava tempo para atuar no Movimento Unificado das Associações de Moradores.

Um mês antes de sua morte, Seu Rosa participou da inauguração da Base Comunitária de Segurança construída no Nova Cidade. A obra também foi resultado de solicitações da comunidade, intermediadas por ele e por outros líderes comunitários.

‘Coisa boa para a comunidade’– Segundo West, os moradores como um todo também se mostraram agradecidos pela construção do centro comunitário de lazer. “Foi uma coisa muito boa para toda a comunidade”, afirma. “O trabalho do Orçamento Participativo é assim, e tem funcionado muito bem. Acredito nisso, pois participo e sei que é verdade”, acrescenta o presidente.

V Fórum de Delegados do Orçamento Participativo – E nesse sábado, 13, será promovido o V Fórum dos Delegados do Orçamento Participativo, no auditório do Centro Municipal de Atendimento Especializado (Cemae), a partir das 9h. O evento reunirá cerca de 300 delegados do OP e terá, em sua programação, momentos de informe, o balanço das atividades executadas e o andamento das obras propostas no último Congresso do Orçamento Participativo, realizado em junho do ano passado.