“O Festival valoriza e aguça a criatividade do pessoal que faz teatro em Vitória da Conquista. Desde o ano passado, temos visto cenas muito criativas”, diz secretário municipal de Cultura

Cena “Ela, outro ele”

A última noite do Festival de Cenas Curtas, realizada em 1º de dezembro no Teatro Carlos Jehovah, foi de muita tensão e adrenalina para atores, diretores, iluminadores, figurinistas, jornalistas e espectadores. Após três dias de apresentações, finalmente foram conhecidos os vencedores do evento, promovido pela Prefeitura de Vitória da Conquista, através da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer.

Cena “Vivido”

O espetáculo “Lua de Luiz”, de Victória Vieira e Marcelo Viana, levou duas premiações: uma pelo melhor figurino e outra pelo melhor ator, tendo sido premiado Francisco Carlos, que interpretou Luiz Gonzaga. “Dentro da Noite”, escrita por José Absolon e dirigida por Eduardo Nery, levou o prêmio de melhor cenário. Como melhor diretora, foi premiada Patrícia Moreira, responsável pela cena “Ato único”, encenada pela Companhia Ditirambo de Teatro. A melhor atriz foi Izis Mueller, de “Vivido”.

Cena “Ato único”

Na categoria Melhor Cena, dois espetáculos ficaram em terceiro lugar: “Ato único”, de Patrícia Moreira, e “Ossossosso”, de George Neri. Em segundo lugar,

Cena “Ossossosso”

“Vivido”, de Izis Mueller e dirigido por Shirley Ferreira. E, em primeiro, “Ela, outro ele”, escrito e dirigido por Ian Lima. O escritor e diretor premiado foi econômico nas palavras. “Fico feliz pelo reconhecimento”, disse Lima, assim que soube da premiação. “Se esse prêmio servir como referência para outros grupos de teatro, então este será o melhor prêmio que eu poderia receber”.

Presente à última noite do Festival de Cenas Curtas, o secretário municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Gildelson Felício, destacou a importância do evento: “O Festival valoriza e aguça a criatividade do pessoal que faz teatro em Vitória da Conquista. Desde o ano passado, temos visto cenas muito criativas”.