A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), realizou na quarta-feira (12) mais uma ação social do Maio Materno. Esta campanha visa à valorização dos cuidados ofertados às gestantes e puérperas (período de 42 dias após o parto), nos serviços da Rede Municipal. A iniciativa ocorre durante todo o mês de maio, mês das mães.

O trabalho desta vez foi no posto comunitário do residencial Acácia e contemplou a comunidade do Miro Cairo com o atendimento das equipes de saúde nestes quatro residenciais. Além das ações de prevenção, informação e atendimento para gestantes e mães puérperas, a campanha Maio Materno incluiu, na ocasião, acompanhamento das mães com filhos recém-nascidos.

As crianças foram medidas, pesadas e tomaram Vitamina A. As mães fizeram aferição de pressão arterial e receberam brindes do Maio Materno. Naelson do Carmo Souza, da Diretoria da Atenção Básica, disse que estava feliz pela realização do trabalho e por mais este evento, que ocorreu no dia do enfermeiro. Na ocasião, parabenizou os enfermeiros e técnicos de enfermagem pelo dia do enfermeiro e do técnico, respectivamente 12 e 20 de maio.

Equipes das secretarias municipais e parceiros da ação

O Sesi, Senai e Centro de Referência de Assistência Social (Cras) também participaram da ação. O trabalho, de acordo com Yasmin Santana, coordenadora Municipal de Programas e Projetos Habitacionais, atende além do residencial Acácia, os residenciais: Ipê, Jequitibá e Pau Brasil. “Através dessa parceria com a Semdes, o Sesi executa uma parte do trabalho, focado em três eixos: mobilização social, educação ambiental e gestão condominial. O Senai entra com a parte de mercado de trabalho, com cursos profissionalizantes”, comentou Yasmin Santana.

Maio Materno – A campanha é uma das estratégias da Rede Cegonha, formada por representantes da Rede Municipal de Saúde, e tem a participação dos serviços da Atenção Básica, Vigilância Epidemiológica, Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf), Fundação de Saúde de Vitória da Conquista (FSVC), Centro de Apoio e Atenção à Vida (CAAV) e unidades de Proteção Social Básica (CRAS).