Em consonância com a Campanha Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência, a Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde promoveu, na última semana, uma Web oficina sobre Educação para Sexualidade, que encerrou a campanha que foi realizada em toda Rede Municipal durante o mês de fevereiro.

A atividade foi realizada no ambiente virtual da plataforma do Telessaúde-Ba e foi destinada aos coordenadores da Secretaria Municipal de Educação. Foram abordados temas como educação para sexualidade, Programa Saúde na Escola, Prevenção da Gravidez na Adolescência e Métodos Contraceptivos e Infecções Sexualmente Transmissíveis.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a gestação na fase da adolescência é uma condição que eleva as chances de complicações maternas, fetais e neonatais, além dos impactos sociais para o adolescente e família. Por isso, a importância de tratar desse tema com o público adolescente e com a rede de proteção que atende esse adolescente.

A enfermeira e coordenadora da área técnica de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente da Atenção Básica, Gislany Fontes, ressaltou que “a adolescência é uma fase singular na vida do ser humano. É uma fase de descobertas e escolhas, por isso, é um momento oportuno para toda a rede de cuidado e proteção desses adolescentes reforçarem a autonomia e autodeterminação deles para diferentes áreas de suas vidas”, finaliza.

Nesse sentido, a escola é um espaço adequado para abordar todos esses temas, considerando que é um local de ensino, aprendizagem e vivência de valores, onde os adolescentes socializam e experimentam a convivência com a diversidade humana. Além disso, tem o compromisso com a formação integral do ser humano e a sexualidade é parte importante dessa formação.