A Biblioteca Municipal José de Sá Nunes, ligada à Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sectel), que está com atendimento presencial suspenso devido à pandemia, mantém de projetos de formação e estímulo à leitura on-line. Enquanto isso, passa por uma requalificação e reorganização geral, com vistas à reabertura, logo que as condições sanitárias permitirem.

De acordo com a gerente da biblioteca, Jeane Marie Rocha, todo acervo foi contado e requalificado com mais de 2.000 títulos novos. “Em um mês de trabalho, redimensionamos o espaço, setorizando e criando lugares específicos como a ‘Sala de Livros de Referência’, ‘Estantes dos Autores da Terra’, ‘Estante de Braile’ e ‘Memorial com Livros Raros com mais de cem anos’”, explica Jeanne.

Ela acrescenta que o intuito é proporcionar aos leitores melhores condições de estudo, com bibliografia organizada, atendimento de qualidade e personalizado. “Estamos também finalizando o novo regulamento que estará com adequação ao novo normal com protocolos de segurança”, enfatizou.

A Biblioteca José de Sá Nunes oferece salas de pesquisa (uma delas climatizada e com pontos de internet), sala infantil e mais um saguão que pode ser utilizado como auditório para pequenos eventos e exposições. Também foi criado um Núcleo de Formação que oferecerá cursos relacionados à memória, à identidade, cultura e arte para professores, artistas, funcionários e a comunidade.

Jeane informa que para o ano de 2021 o objetivo é promover inclusão e democratização à leitura, oferecendo mais acesso e qualidade de atendimento.