Usuários do Centro de Atenção Psicossocial Infantil e Adolescente (Caps IA) participaram, desde o início da manhã desta quinta-feira, 10, de atividades especiais. A programação começou com um café da manhã para os usuários e suas famílias na sede do Caps IA. Na ocasião, funcionários e mães falaram sobre a importância do serviço, que trabalha pela qualidade de vida de crianças e adolescentes com transtornos mentais.

Rodrigo Ribeiro, gerente do Caps IA

Após o café da manhã, a equipe levou os usuários para a Praça da Juventude, onde as crianças e suas mães tiveram um dia de muita diversão e integração. De acordo com o gerente do Caps IA, Rodrigo Ribeiro, o objetivo da ação foi proporcionar aos usuários um momento de descontração em um ambiente aberto e agradável. “Nós que trabalhamos com saúde mental sabemos que o convívio com outras crianças dentro de outros ambientes é terapêutico e ajuda no cuidado. Além disso, buscamos proporcionar uma maior interação entre os usuários do serviço”, afirmou.

A equipe do Caps IA é composta por 15 profissionais. Psiquiatra, neuropediatra, terapeuta ocupacional, assistente social, psicólogo, psicopedagoga, enfermeira, educador físico e pessoal administrativo atuam de segunda a sexta, auxiliando crianças, adolescentes portadores de transtornos mentais e suas famílias.

Para pessoas como Mirian Sousa Santos, mãe de Danilo Coelho, 10, o Caps IA trouxe esperança e novas perspectivas. “Vai fazer um ano que ele é atendido aqui. O tratamento ajuda em tudo, é uma bênção pra mim. Ele passa por psicólogo, por terapeuta. Graças a Deus, é muito bom. O Caps IA me ajuda muito, me orienta como agir com ele, faz com que ele me respeite e eu o respeite”, contou.

Luan Rodrigues Souza tem autismo ativo. A mãe dele, Karine Silva Rodrigues, fica feliz por ver o progresso do menino desde que começou a ser atendido no Caps IA. “O atendimento que ele recebe aqui é ótimo. Ele passa pelo neuro, pela psiquiatra e pela psicóloga. Eu percebo muita melhora. Não tem nem comparação com quando começou. O Caps faz o tratamento dele completo. Ele está na escola regular e o serviço o orienta pra escola também”, comentou.

Atenção à saúde mental– Além do cuidado com crianças e adolescentes no Caps IA, a Prefeitura de Vitória da Conquista mantém outros dois Caps, o Centro de Atenção Psicossocial II (Caps II) e o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD). Eles compõem a rede de Saúde Mental do Município.

Com 318 pacientes em tratamento atualmente, o Caps II, desde 14 de setembro de 2002, oferece aos usuários, maiores de 18 anos e portadores de transtornos mentais, a oportunidade de receberem um tratamento inclusivo. Uma equipe multiprofissional proporciona atendimento médico e terapêutico, por meio de terapia em grupo e individual e oficinas de artes. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, no anexo ao Centro de Referência Crescêncio Silveira, situado na Rua João Pedroso, S/N, bairro São Vicente.

Já o Caps AD atende pessoas com dependência de algum tipo de droga. Os usuários recebem assistência médica gratuita, voltada para o tratamento de dependentes de álcool e outras drogas. O Caps AD funciona na Rua João Pessoa, nº 222 (esquina com a Rua Elpídio Flores), no Centro.