A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) realizou levantamento dos registros de acidentes de trânsito sem vítima, em Vitória da Conquista, de janeiro a agosto deste ano e constatou que o número de ocorrências caiu nas avenidas com Medidores Eletrônicos de Velocidade – MEV. O comparativo é feito com relação ao registros do mesmo período, nos anos de 2019 e 2020.

A queda na quantidade de acidentes foi de 50,8%, em média, considerando as cinco vias. A avenida Juracy Magalhães teve uma redução de 43% em acidentes sem vítima. As vias Luís Eduardo Magalhães e Frei Benjamim diminuíram, respectivamente, 50% e 60%. Na Avenida Brumado, foi verificado o decréscimo de 51% em relação às médias dos anos anteriores. E a Avenida José Pedral Sampaio (Perimetral) apresentou redução de 50%.

“Isso demonstra que a fiscalização eletrônica têm sido efetiva em Vitória da Conquista e gerou um impacto positivo não só para a mobilidade, mas para a área de saúde, devido a um menor número de acidentados”, destacou a secretária municipal de Mobilidade Urbana, Tônia Rocha.

Já as infrações de velocidade nas mesmas avenidas tiveram redução de 53,58%, passando de 25.604 em igual período do ano passado para 11.883 autuações agora. Segundo a Semob, a Prefeitura já encomendou novos estudos para a ampliação da fiscalização por radares em outros trechos movimentados na cidade.

“Lugares de fluxo grande de veículos e que registram um número maior de acidentes deverão receber radares. Estamos também atentos às determinações do Conselho e do Departamento Nacional de Trânsito, para que a instalação e a sinalização dos aparelhos estejam sempre visíveis ao motorista, como preconiza a lei”, finaliza a secretária.