Promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Smed), o 1º Congresso de Gestão de Pessoas para gestores e secretários escolares, realizado no auditório do Centro Municipal de Atenção Especializada (Cemae), teve, nessa quinta-feira (20), palestras sobre comunicação e leitura. O evento está sendo realizado desde a noite de quarta-feira (19) e segue esta sexta-feira (21).

Doutora em linguística, educadora e palestrante, com foco em comunicação e produtividade, Lizandra Caires do Prado abordou o tema “Como comunicar amor”. Ela disse que essa é a ferramenta estratégica, prática e objetiva de transformar a comunicação, de forma a se conectar com amor e compaixão com o outro, minimizando conflitos e potencializando a capacidade profissional e pessoal de cada um.

A escritora e professora, Odile Silva Dias, apresentou o tema “O estímulo à leitura e trabalhos criativos como influência na prática positiva e não violenta nas escolas”. Para ela, existem muitas práticas positivas que trabalham a pacificação nas escolas. “Eu vim trazer uma alternativa, um projeto para ser apresentado às escolas para que os professores possam trabalhar com as crianças e adolescentes, incentivando a leitura, o trabalho criativo e levando para dentro da escola o debate sobre paz, fraternidade e a forma de lidar com conflitos entre os próprios alunos”.

Professora da Universidade Federal da Bahia (Ufba), psicóloga, pós-doutora em Neurociência Cognitiva e Neuropsicologia, Patrícia Martins Freitas falou basicamente das características principais dos transtornos do neurodesenvolvimento. “Diferenciamos aqueles que são de características mais globais daqueles transtornos mais específicos A ideia é que os gestores entendam o que são esses transtornos, como eles se diferenciam das dificuldades de aprendizagem e como traçar um plano que seja efetivo para inclusão, porque a legislação da inclusão é muito clara e bem conhecida, mas a operacionalização dela é muito mais difícil”.

Para o vice-diretor da Escola Municipal Milton Santos, professor Rogério dos Santos Bittencourt, o evento está trazendo uma bagagem de conhecimentos para os participantes. “Estamos agregando um maior conhecimento, uma melhor preparação para nós como gestores, um evento bem pensado. Tínhamos necessidade desse momento de formação”.