As ações direcionadas para garantir a universalização do saneamento básico em Vitória da Conquista se fortalecem a cada dia. Na manhã desta quinta-feira, 22, um encontro realizado no Gabinete Civil com representantes do Governo Municipal e da Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa) representou mais um passo para essa importante conquista. Na ocasião, os gestores discutiram a elaboração do novo Plano Municipal de Saneamento.

A proposta maior do encontro, conforme a representante da Superintendência de Assuntos Regulatórios da Embasa, Dilene Farias, foi propor à administração a efetivação de um Convênio de Cooperação Técnica, celebrado entre estado e município, para a elaboração do novo plano. A minuta do convênio foi entregue ao prefeito Guilherme Menezes durante a reunião.

Casoo acordo ocorra, ficará autorizada uma gestão associada para a delegação da regulação, fiscalização e prestação de serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, bem como para o apoio do estado para o planejamento desses serviços. “O objetivo maior é universalizar o saneamento no município, ou seja, atender cem por cento à população com relação à água, ao esgoto, aos resíduos sólidos e à drenagem urbana. Essas quatro áreas serão trabalhadas no novo Plano Municipal de Saneamento”, explicou Dilene.

A partir da efetivaçãodo convênio, o estado da Bahia fornecerá suporte técnico ao município com relação à elaboração de estudos, pareceres e concessão de informações importantes para que o novo plano atenda as necessidades atuais e dos próximos anos do município. No encontro, o prefeito Guilherme Menezes destacou a importância desse trabalho em conjunto. “Esse convênio certamente vai facilitar bastante a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico”, ressaltou.

Para a efetivação, o Convênio de Cooperação Técnica será analisado pelo Governo Municipal e deve ser aprovado pela Câmara de Vereadores.

Novos encontros – Na manhã desta quinta-feira, o prefeito Guilherme Menezes também propôs uma reunião para apresentar à equipe da Embasa o projeto para a construção da barragem do Rio Pardo. A barragem deverá ter uma vazão de água de aproximadamente 11 mil metros cúbicos por segundo e, quando construída, beneficiará não apenas Vitória da Conquista, mas também boa parte dos 39 municípios que compõem a região sudoeste da Bahia.

Avanços – No dia 14 de junho, a população de Vitória da Conquista também viu de perto a concretização de importantes avanços. A data marcou a inauguração da nova Estação de Tratamento do Sistema de Esgotamento Sanitário do município. O equipamento contou com um investimento da ordem de R$ 116 milhões. Além da inauguração da nova estação, também foi assinada a ordem de serviço para a construção da adutora do Rio Catolé, que vai atender as sedes de Vitória da Conquista, Belo Campo, Tremedal e diversos povoados.