A partir de agora, a população de Vitória da Conquista tem mais uma garantia de proteção social com o SUAS na Comunidade. O projeto foi lançado na manhã desta quarta-feira (12), no distrito de José Gonçalves, com a proposta de descentralizar os atendimentos de assistência social durante a pandemia da Covid-19.

A população terá acesso a atendimentos socioassistenciais dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e do Cadastro Único/Bolsa Família

A oferta dos serviços que integram o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) vai ser levada a 16 bairros da zona urbana, cinco distritos e quatro comunidades quilombolas. No total, 35 territórios terão cobertura dos atendimentos socioassistenciais. Além disso, a população também vai receber informações e orientações quanto à prevenção ao novo coronavírus.

A vice-prefeita e ex-secretária de Desenvolvimento Social, Irma Lemos, também participou da cerimônia de lançamento do projeto ao lado do prefeito Herzem Gusmão e do atual secretário, Michael Farias

“Temos uma atenção especial neste momento de pandemia, de estar junto do cidadão, orientando as pessoas. Esse projeto é amplo, atende ao idoso, às famílias; levando serviços do Cras, Creas, do Bolsa Família”, explica o prefeito Herzem Gusmão. “E hoje nós estamos lançando esse projeto e escolhemos a subprefeitura de José Gonçalves, uma prefeitura que tem atuado tanto na região”, completa.

A equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social levará os serviços a 35 territórios de Vitória da Conquista

O secretário municipal de Desenvolvimento Social, Michael Farias, destaca que o objetivo do projeto é assegurar os direitos da população mais descentralizada: “Todos os serviços da assistência social vão estar integrados, indo até às comunidades mais distantes, como forma de garantir proteção social às famílias que estão mais vulnerabilizadas nesse contexto de pandemia.”

Para a população de José Gonçalves os benefícios são muitos. Eles vão desde a facilidade em ter acesso aos serviços socioassistenciais próximos de casa, até a tranquilidade de não se expor a um maior risco de contaminação com o deslocamento até a sede da cidade.

Com filhos pequenos em casa, Ildete está tendo muito mais facilidade para acesso aos serviços

“Em Conquista, a gente não tá podendo nem ir lá, por conta dessa pandemia. Eu achei bom vir aqui, porque tem muita gente que tem dificuldade pra ir, igual eu mesma, que tenho criança pequena pra cuidar. Eu achei muito legal, gostei muito, tá facilitando bastante”, avalia Ildete Santos Sousa, moradora local.