Nas vésperas em que se completam 28 anos de criação do marco da assistência social do país, a Lei Orgânica de Assistência Social (Loas), a Prefeitura de Vitória da Conquista e a Faculdade Santo Agostinho (Fasa) celebraram na noite de segunda-feira (6) a assinatura do convênio de cooperação técnica, científica e cultural entre as instituições que vai possibilitar o estágio curricular obrigatório para estudantes da instituição, propiciando aos alunos e futuros profissionais uma experiência direta nos órgãos de assistência social do município.

No auditório da Fasa estiveram reunidos representantes das duas instituições signatárias, gestores do Conselho Municipal de Assistência Social, da Polícia Civil, da Defensoria Pública do Estado da Bahia, que discursaram sobre o pioneirismo da parceria no estado onde está sendo criado o primeiro estágio em direito no campo da assistência social.

Para a coordenadora pedagógica da Fasa, Isabela Arruda, a parceria repercute não apenas na formação do estudante, mas em uma forma de serviço para a sociedade. “A expectativa é a de aproximar nossos estudantes às questões relacionadas ao social, pois, acreditamos que ninguém se forma apenas para si. Esperamos também que possamos despertar a atenção do aluno a pensar no outro e em outras realidades”, declarou a coordenadora.

O secretário de Desenvolvimento Social, Michael Farias, salientou que o convênio é um fato histórico que marcará uma nova fase para a gestão do Sistema Único de Assistência Social em Vitória da Conquista. “O dia de hoje representa o compromisso da Prefeitura e da Fasa em conectar, cada vez mais, a teoria à prática, de modo a melhorar os indicadores sociais e garantir à população conquistense o pleno acesso aos seus direitos. Estamos empenhados em fazer uma gestão pública com qualidade, com soluções sustentáveis e inovadoras”, complementou Michael.

Sobre o convênio entre a PMVC e Fasa – Em um primeiro momento serão ofertadas vagas de estágio aos estudantes do curso de direito regularmente matriculados e com frequência efetiva, que poderão estagiar na Semdes e também nos Centros de Referência Especializados de Assistência Social, os Creas. Posteriormente, serão também contempladas todas as políticas transversais que integram a estrutura de gestão da Semdes.