Diariamente, estudantes de medicina, enfermagem, farmácia e psicologia da Universidade Federal da Bahia(UFBa) e da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) têm a oportunidade de vivenciar as atividades da Fundação de Saúde de Vitória da Conquista (FSVC) e realizar ações de incentivo ao aleitamento materno com pacientes e funcionários da instituição. Esta prática é possível por meio do Programa de Educação pelo Trabalho (PET – Rede Cegonha).
Entre as principais atividades desenvolvidas pelos alunos, está a visitação às pacientes de toda parte do hospital, desde o setor de pré-natal, mãe canguru, UTI ao alojamento conjunto.  São ainda promovidas palestras e atividades lúdicas que incentivam o aleitamento materno e realizadas orientações sobre o planejamento familiar, a importância do contato físico com o bebê, entre outras.

Alzinéia dos Santos

A fim de proporcionar uma capacitação, os alunos do PET realizam com os funcionários o jogo dos “Dez Passos do Aleitamento Materno”, uma forma descontraída de sempre atualizar os agentes de saúde da instituição. Os funcionários aprovam: “Existe toda uma dinâmica na atividade que a torna divertida, na qual podemos nos descontrair e atualizar ao mesmo tempo”, conta a técnica de enfermagem, Alzinéia dos Santos.

Filipe Palmeira

O PET também possibilita aos alunos a experiência da interdisciplinaridade. O aluno, independente do curso, acompanha e vivencia as práticas médicas, de enfermagem, de assistência pediátrica e de banco leite.  O estudante de Farmácia da UFBa e membro do projeto, Filipe Palmeira, falou sobre a importância do contato com outras áreas. “O PET nos proporciona desde a graduação o convívio com os profissionais de saúde. Passamos a pensar e refletir sobre a importância de cada atuação”, afirma.

A coordenadora do Banco de Leite e do PET-Rede Cegonha na FSVC, Adriana Vasconcelos, acredita que o projeto proporciona uma contribuição mútua. “O PET contribui para o serviço do hospital, assim como os serviços do hospital contribuem para os alunos. Aqui eles têm a oportunidade de vivenciar a interdisciplinaridade e aprender as práticas do hospital, ao mesmo tempo em que promovem, através de palestra, jogos, a sensibilização de pacientes e funcionários”, afirma.

O PET-Rede Cegonha faz parte do Programa de Educação e Trabalho Saúde da Família (PET Saúde/SF) que se destina a fomentar grupos de aprendizagem tutorial, de natureza coletiva e interdisciplinar, na Estratégia Saúde da Família. O programa tem como pressuposto a educação pelo trabalho, caracterizando-se como instrumento para qualificação em serviço dos profissionais de saúde, bem como de iniciação ao trabalho e vivências direcionadas aos estudantes dos cursos de graduação na área da saúde, de acordo com as necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

O PET Saúde é um projeto federal que envolve o Ministério da Saúde e Ministério da Educação, através das Secretarias de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde e Secretaria de Atenção à Saúde.

Em Vitória da Conquista, além do Hospital Municipal Esaú Matos, o PET SF é desenvolvido na Unidade de Saúde da Família Nestor Guimarães, Unidade de Saúde da Família Urbis V, Unidade de Saúde da Família Bruno Bacelar, Unidade de Saúde da Família de Pradoso e na Unidade de Saúde da Família Nelson Barros.