As imagens dizem mais que as palavras. Desde a saída da praça Norberto Aurich, às 16h30, até a chegada ao Centro Cultural Glauber Rocha, às 18h30, a Marcha para Jesus atraiu uma multidão de pessoas. Por onde passou, quem não acompanhou ficou da porta de casa ou nas janelas saudando a marcha. E no Glauber, um público imenso já aguardava para participar dos shows de louvor, na expectativa de que a noite estava apenas começando.

“Quem tá dentro não sai mais e quem tá fora quer entrar. Festa de crente não tem hora pra acabar”. E o hit da banda Som & Louvor, que fechou os festejos do Aniversário da Cidade, se confirmou.

Ontem (9), em que foi celebrado os 183 anos de Vitória da Conquista, também ocorreu encerramento da 17ª Semana da Cultura Evangélica. E a festa começou bem antes da tradicional Marcha para Jesus com a percussão da Benai mostrando todo o gingado baiano. A concentração foi na Praça Noberto Aurich, onde teve Culto Kids, a final da Copa Society Masculina e as bandas locais, fazendo o esquenta da Marcha para Jesus.

Pela primeira vez, a Marcha teve a participação da chefe Executivo. A prefeita Sheila Lemos fez todo o percurso, que passou pela Avenida Integração e finalizou no Centro Cultural Glauber Rocha. Lá a animação continuou com a primeira apresentação da noite, Elisson Lebrão. Além de animado, o povo é crente, então não pôde faltar um momento de clamor por Vitória da Conquista e pelas autoridades presentes.

Uma das atrações da noite foi a cantora revelação do gospel Valesca Mayssa. Antes da apresentação, ela falou da expectativa. “E eu creio que o Senhor é fiel pra suprir as nossas expectativas, mesmo que elas sejam gigantes. Tô vendo que a galera tá muito animada. Vai ser tremendo, se Deus quiser!” E foi. Quando subiu no palco, o público cantou todos as músicas da cantora, a exemplo de Dias de Guerra, Eis-me Aqui, Árvore Cortada e Eu sou teu pai, que é atualmente um das mais executadas no Brasil, segundo o Billboard Brasil Hot 100.

Valesca ainda deixou uma mensagem para o município. “183 anos é uma história! A palavra que vem no meu coração é que o Deus que começa a boa obra é fiel pra completar. Então, o Deus que começou essa obra há 183 anos atrás tem sustentado ela até aqui, esse é o mesmo Deus que pode fazer na minha vida, na sua vida, na vida de todos nós que estamos aqui”, falou.

A festa foi encerrada pela velha conhecida Banda Som e Louvor, que está na sua segunda geração. Antes de colocar o público para tirar o pé do chão, o vocalista Jedson Aguiar falou da grande alegria de voltar a Vitória da Conquista e receber o carinho do povo baiano. “Quero parabenizar a Prefeitura, em nome da nossa querida prefeita. Uma festa linda pro povo de Deus e a gente vai daqui a pouco subir lá e ser bênção pra esse povo aí. Vai ter festa de creche daqui a pouco”, disse.

A banda, como em todas apresentações que faz ao longo dos anos, levou a mensagem de fé através do forró. Às 22h foi o ponto alto do evento com Festa de Crente. Outras muitas como “Nunca Foi Sorte, Sempre Foi Deus” e “Adora” também animaram o público que comprovou que tem orgulho da Joia do Sertão Baiano.

A prefeita Sheila Lemos, que esteve presente desde a Marcha e acompanhou todos shows, destacou a importância da Marcha. “Subi com a galera atrás do trio foi muito bom e chegar aqui no Glauber Rocha e encontrá-lo cheio para a gente continuar com essa noite abençoada aqui, comemorando os 183 anos da nossa linda Joia de Sertão Baiano foi maravilhoso. A gente está aí louvando ao nosso Senhor Jesus Cristo e pedindo a Ele para abençoar a nossa cidade cada vez mais”, declarou.

O presidente da Associação de Pastores Evangélicos de Vitória da Conquista, pastor George Costa, avaliou positivamente a Semana da Cultura Evangélica. “É um tempo profético, 183 anos de Vitória da Conquista, uma semana muito especial e saio daqui com as minhas expectativas surpreendidas por Deus. Uma multidão de Vitória da Conquista e região nessa festa, então nosso coração está muito grato a tudo que Deus fez, grato aos patrocinadores, à Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, então nós estamos muito felizes”, observou.

Até parabéns teve para a querida Vitória da Conquista e os cantores locais e o público, que estiveram no evento, também declaram bênçãos sobre o município e falaram da alegria de estar nesta festa.

“Graças a Deus, a Marcha para Jesus do ano de 2023 superou todas as expectativas. O pessoal abraçando, comentando sobre as expectativas, mas é claro que quando a gente chega aqui, que sente o termômetro, é que a gente vai realmente ver o que está acontecendo e o que o povo de Vitória da Conquista fez hoje foi algo surreal. Essa edição vai ficar marcada em nossas vidas”, comemorou o vocalista da Benai Elohim, Esdras Rodrigues.

A expectativa já era alta. Nós cremos nas promessas do Senhor e foi algo muito surpreendente para nós, que nós conseguimos entregar o nosso louvor a Deus de uma forma assim, gratificante. Para nós é um prazer enorme estar participando desse evento grandioso”, disse Elisson Lebrão.

“Representa o momento único dos cristãos estarem abençoando a nossa cidade, de estar proclamando que o nosso Senhor é o Senhor desta cidade e que nós cremos que esta cidade um dia todinha se renderá o nosso Deus”, comenta Sirlene Silva Oliveira, que foi do loteamento Primavera, acompanhada do esposo, nora, genro, filha e netos, para a Marcha para Jesus.

“Maravilhosa! Uma experiência extraordinária”, resumiu a adolescente Ana Júlia Gotado, que esteve pela primeira vez no evento com sua mãe Juliana Rodrigues, que frequenta a Comunidade de Deus Vida Nova. “Tô adorando. Acho que Deus planejou tudo certinho e grandes coisas estão pra vir futuramente”, comentou a mãe.