Abertura da campanha Maio da Diversidade

Na data em que é celebrado o Dia Internacional de Combate à Homofobia, 17 de maio, a Prefeitura de Vitória Conquista deu início às atividades da campanha “Maio da Diversidade – um mês de voz e visibilidade da comunidade LGBTQIAPN+”, em evento realizado no Planetário Professor Everardo de Castro, localizado no Glauber Rocha. Nesta edição, a campanha tem como tema “Somos contra a discriminação e o preconceito” e renova o compromisso com a promoção da igualdade e do respeito a esse público.

Na abertura da campanha, o secretário de Desenvolvimento Social, Michael Farias, destacou o empenho do Governo Municipal em garantir que a comunidade LGBTQIAPN+ tenha acesso às políticas públicas, a exemplo da oferta de atendimentos psicológicos e jurídicos específicos para as demandas deste público. Por esse motivo, segundo ele, a campanha também é mais um momento de reunir a comunidade para celebrar esses avanços e dar visibilidade ao que ainda precisa ser conquistado.

“Essa campanha reflete o compromisso do Governo Municipal em pautar de forma prioritária as questões relacionadas aos direitos humanos da população LGBTQIAPN+. Juntos, precisamos caminhar para enfrentar toda e qualquer forma de preconceito e, principalmente, garantir que esse público possa acessar as políticas públicas e cada vez mais avançar na materialização dos direitos fundamentais”, pontuou Michael.

Para o coordenador municipal de Políticas de Promoção da Cidadania e Direitos de LGBT, José Mário Barbosa, combater o preconceito e a discriminação é um dever de todos e o espaço que a campanha proporciona é fundamental para promover visibilidade. “Essas políticas carregam uma importância no enfrentamento das violências e no reconhecimento dessa população nos diversos espaços. Então, o Maio da Diversidade vem como um reforço para a visibilidade e para a promoção da política, enquanto gestão municipal, para esta comunidade chamada LGBTQIAPN+”, afirmou o coordenador.

Durante toda a manhã e início da tarde, a população participou de duas palestras sobre os desafios enfrentados pela comunidade, a exemplo da conquista do nome social e a vida de mulheres trans no cárcere. Para o advogado João Pedro Abreu, que ministrou a palestra sobre o nome social, os desafios enfrentados no dia a dia impactam diretamente na qualidade de vida da comunidade LGBTQIAPN+. Por isso, segundo ele, é essencial que espaços de discussões sejam incentivados para que cada vez mais pessoas tenham acesso à informação sobre os seus direitos.

“As pessoas trans enfrentam diversos problemas relacionados ao nome de registro e à adequação do nome e do gênero. O nome para uma pessoa é uma afirmação da existência dela, uma afirmação da sua própria identidade e da forma como ela se revela no mundo. Ter acesso a isso é um direito básico que todos têm e que não pode ser negado, promover isso é também uma forma de lutar contra a homofobia”, declarou João Pedro.

O servidor público Vítor Quadros participou da ação e destacou como é importante que as mobilizações aconteçam todo ano e não apenas durante o mês de maio. “ É imprescindível, não só em maio, mas é interessante ter um marcador, no mês, para poder chamar a atenção de que estamos no país e no estado que mais mata a população LGBTQIAPN+. Então, não só a população do LGBTQIAPN+, como qualquer pessoa que se sente humana tem que refletir. É um compromisso moral participar e fortalecer essa comunidade, porque sem esses direitos humanos não há democracia”, disse Vítor.

Até o dia 29 de maio, a Prefeitura ainda realiza diversas ações do Maio da Diversidade e encerra a programação com a Marcha do Orgulho LGBTQIAPN+, prevista para 1º de junho. Na programação da campanha, constam palestras e apresentações artísticas sobre temáticas diversas, como: “O tabu do HIV no século XXI”, “Saúde mental na comunidade LGBTQIAPN+”, “Diversidade sexual e de gênero e os desafios nas escolas”, “Feira da diversidade e empregabilidade”, entre outros.

Para ter acesso à programação, clique aqui.