No primeiro dia da Primavera, o grupo intergeracional Vivendo e Aprendendo do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Nossa Senhora Aparecida visitou o Horto Florestal Vilma Dias.

O grupo formado por pessoas de gerações diferentes, crianças, jovens, adultos e idosos, se encontra quinzenalmente, na sexta-feira no turno da tarde, onde são feitas discussões, palestras e a promoção de passeios. “Neste grupo não se vê a idade, o mais importante é justamente esta troca de experiências entre as diferentes gerações”, explica a gerente do Cras, Marli Cruz.

Durante o passeio, que teve como guia a servidora do Horto, Sara Sandra Maria, o grupo teve a oportunidade de conhecer de perto a produção de mudas de plantas que são utilizadas pela Prefeitura para paisagismo e arborização de praças e ruas da cidade.

“A gente faz este planejamento de passeios como forma de sair da rotina, de conhecer outros espaços públicos que eles não tem acesso. Aqui é um espaço bonito de nossa cidade e que poucos conhecem”, ressaltou a psicóloga do serviço, Marilda Solto Maior.

Naiara de Jesus Souza, 29, moradora do bairro Nossa Senhora Aparecida, participa do grupo junto com sua filha Eychila, sua irmã Letícia e sua mãe Maria Amélia. “O Cras para mim é tudo, lá resolvo todos os meus problemas, é uma bênção! A gente forma tipo uma família, nas sextas nos reunimos com os amigos, tem também artesanato, convido todo mundo que não conhece para participar. Eu estou firme e forte lá”, destacou Naiara.

Família de Naiara

Os interessados em participar do grupo ou de outras atividades ofertadas pelo Cras devem procurar o Cras de segunda a sexta-feira, das oito da manhã às cinco horas da tarde, na avenida Santa Cecília, em frente à Escola Nossa Senhora Aparecida.