Pôr do Sol promove integração entre funcionários

O 8 de maço foi um dia especial para as usuárias e funcionárias do Hospital Municipal Esaú Matos e do Laboratório Central (Lacem). A Fundação de Saúde de Vitória da Conquista (FSVC), responsável por administrar ambos os equipamentos, realizou o projeto Pôr do Sol especial do Dia da Mulher, com apresentação musical, distribuição de rosas, sorteio de brindes e relaxamento.

Naila Carregoza, psicóloga

O evento contou com as participações das secretarias municipais de Cultura e Administração, por meio Programa Acolher da Coordenação de Gestão de Pessoas. “O Pôr do Sol acontece toda semana, com o objetivo de integrar os funcionários e minimizar o estresse”, explicou a psicóloga do Programa Acolher, Naiala Carregoza.

Jocélia Rocha, diretora administrativa e financeira da FSVC

A diretora administrativa e financeira da FSVC, Jocélia Rocha Lima, destacou a importância de comemorar o Dia da Mulher. “O Esaú não poderia deixar de lembrar esta data uma vez que o hospital é um grande cuidador da mulher. Então, aproveitamos a oportunidade para agradecer a todas as funcionárias e usuárias de nosso serviço com essa atividade”, ressaltou.

Viviane dos Santos, funcionária do CDI

Para a funcionária do Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI), Viviane dos Santos, avaliou essa iniciativa do Pôr do Sol. “Nossa vida tem sido uma correria, no trabalho e em casa. Então, eu creio que este momento é muito importante para podermos cuidar da gente e refletir sobre o nosso papel na sociedade”, afirmou Viviane.

O diretor geral da FSVC, padre Edilberto Amorim, aproveitou a oportunidade para destacar a luta das mulheres por uma sociedade mais justa. “Hoje é um dia de luto pelas mortes de todas as mulheres que lutaram por esse reconhecimento, mas também devemos consagrá-lo como um dia de vitórias pelos direitos já conquistados”.

Edleide Effigen, fisioterapeuta

Atenção ao trabalhador – Durante o evento, foi lançado o projeto de Fisioterapia Laboral para os funcionários da FSVC que trabalham no Esaú Matos e no Lacem. A iniciativa foi elaborada pelo núcleo de Fisioterapia do hospital e, em curto prazo, oferecerá a cinesioterapia laboral, que consiste na prática de exercício no local de trabalho.

“São apenas 15 minutos por dia, antes, durante ou depois do trabalho”, informa a fisioterapeuta responsável pelo projeto, Edleide Effigen. A ação também prevê sessões de alongamento, relaxamento e atendimento individual.