Começou nessa segunda-feira (22) as aulas do curso de violão, promovido pelo Centro Integrado de Direitos Humanos, através da Coordenação Municipal da Juventude. As aulas acontecem na modalidade online, por meio da plataforma Google Meet. Os alunos foram divididos em quatro turmas, com aulas uma vez por semana.

A diretora do Centro Integrado de Direitos Humanos, Roberta Pires Ferreira, explicou que esse curso é uma maneira simples, prática e eficaz para quem está começando os estudos no violão se desenvolver e alcançar resultados significativos. “Além de trazer nesse confinamento que estamos vivendo durante a pandemia de coronavírus algo diferente, alegre e inovador, que dá para substituir a ida ao cinema, por exemplo, pela chance de aprender algo novo”, completou a diretora.

O professor do curso, Daniel Napocuceno, avaliou o primeiro dia de aula de modo positivo. “ Estamos todos muito animados; estava com saudades de dar aulas, pois todas foram suspensas por causa da pandemia. Apesar da distância, foi muito bom e gratificante. Acredito que teremos muitos músicos nascendo através desse curso”, disse. A coordenadora municipal da Juventude, Melry Amaral, reforçou que o curso é mais uma forma de inserir os jovens no cenário cultural. “Percebemos que o curso de violão teve uma ótima aceitação por parte da juventude”, completou.

O curso tem duração de seis meses. Participam dele 40 alunos entre 15 e 35 anos, iniciantes no instrumento.