Vitória da Conquista aderiu ao Selo Município Aprovado do Fundo das Nações Unidas para a Criança (UNICEF), que avaliará as políticas voltadas para o público infantojuvenil no quadriênio 2013-2016. Para certificação do município, algumas etapas precisam ser cumpridas e, entre elas, está a realização dos Fóruns Comunitários do Selo UNICEF – espaços de engajamento da sociedade no planejamento, acompanhamento e avaliação de um conjunto de Ações Estratégicas de Políticas Públicas e de Participação Social.

O 1º Fórum será realizado dia 6 de agosto, no Auditório da Escola de Formação em Saúde, e deve contar com a participação de 100 pessoas, entre representantes da sociedade civil e do Governo Municipal. A programação vai das 8h às 13h.

No evento, a comissão intersetorial do Selo apresentará o diagnóstico da situação das crianças e adolescentes do município. Este será o ponto de partida para o debate e para a construção do Plano Municipal de Ação para a Proteção Integral das Crianças e Adolescentes.

Após essa apresentação, haverá o trabalho de grupo, no qual os participantes indicarão propostas de ações para melhoria das políticas até 2016. Serão seis eixos temáticos:

GRUPO 1 – Reduzir as desigualdades relacionadas ao gênero;
GRUPO 2 – Reduzir as desigualdades relacionadas à raça e etnia;
GRUPO 3 – Reduzir as desigualdades relacionadas à renda;
GRUPO 4 – Reduzir as desigualdades relacionadas à condição pessoal;
GRUPO 5 – Reduzir as desigualdades relacionadas ao território;
GRUPO 6 – Reduzir as desigualdades relacionadas à idade.

Cinara Ferraz

Ainda no dia 6 de agosto, no período da tarde, o Comdica, a comissão intersetorial e a articuladora municipal do Selo Unicef, Cinara Ferraz, vão elaborar o Plano Municipal de Ação com base nas propostas do Fórum Comunitário. Esse documento deverá ser encaminhado até o dia 29 de agosto para o Unicef.

A articuladora do Selo informa que a segunda edição do Fórum será em 2016. “Será um momento em que a sociedade civil estará avaliando a implementação do Plano e os resultados alcançados na ampliação e fortalecimento dos serviços de atenção à criança e ao adolescente”, declarou.