“O sanfoneiro de ouro”, como é conhecido desde o início da carreira, agitou o público ao som de sucessos consagrados como “Esperando na Janela” e “Toca pra nós dois”

Targino e sua amiga inseparável, a sanfona

No início da carreira, ele ficou conhecido como “o sanfoneiro de ouro”. Isso porque a sanfona, amiga inseparável, manuseada por suas mãos ganha vida ao som do mais autêntico forró pé de serra. Toda essa habilidade é do pernambucano Targino Gondim, que com muita simpatia, carisma e um talento impressionante, embalou a quinta noite do Forró Pé de Serra do Periperi neste domingo, 22, no Centro Glauber Rocha – Educação e Cultura.

Consagrado como uma das maiores expressões do forró brasileiro, Targino Gondim por onde passa deixa registrada sua habilidade singular para os acordes da sanfona. No Forró Pé de Serra do Periperi, evento realizado desde 2009 pela Prefeitura de Vitória da Conquista, não foi diferente. Em meio aos festejos e à valorização das tradições da época junina, características próprias do Forró Pé de Serra do Periperi, o cantor fez o público cantar e dançar ao som de canções consagradas como “Toca pra nós dois” e “Esperando na Janela”, música que fez tanto sucesso no Brasil e em outros países, que lhe rendeu um Grammy.

Targino Gondim

Ao pisar no palco do Forró Pé de Serra do Periperi, por volta das 22h, com a sanfona em mãos embalando a melodia “Xote das Meninas”, do mestre Luiz Gonzaga, Targino fez o público reviver os mais tradicionais festejos juninos do Nordeste. Essa proposta do cantor coincide com a do Forró Pé de Serra do Periperi: valorizar o verdadeiro forró de raiz. “O São João de Conquista está ótimo, maravilhoso e faço questão de estar sempre homenageando esta festa bonita. Espero que as pessoas estejam gostando para mostrar para o resto do país e do Nordeste como é que se faz São João de verdade, pois, desde o início, a preocupação da Prefeitura era essa, trazer o verdadeiro forró; o forró tradicional”, enfatizou o artista.

Tocar e cantar em solo conquistense, segundo Targino, que já se apresentou em outras edições do Forró Pé de Serra do Periperi, este ano foi diferenciado. Isso porque os festejos agora acontecem em um espaço mais adequado e totalmente público. “Arrisco dizer que já virou tradição o São João aqui de Conquista e este ano veio para se consolidar ainda mais em um espaço próprio e com uma estrutura que a gente não vê em outro lugar, com equipamentos de monitoramento, segurança e mais conforto”, avaliou o forrozeiro.

Targino foi presenteado com uma réplica sua, exposta no Memorial do Forró

Outro motivo que faz do retorno a Conquista especial é saber que este ano o São João de Conquista está homenageando o mestre Dominguinhos. “Eu sempre digo que cheguei a ver algumas apresentações de Luiz Gonzaga, mas nunca tive uma convivência com ele, mas com Dominguinhos eu tive uma aproximação muito grande. Nos últimos anos, a gente se via sempre; viajávamos juntos. Acredito que quanto mais a gente homenageia, mais a gente toma conhecimento da grandiosidade que é o Dominguinhos como pessoa, artista, representante da sanfona e da história da música brasileira. Por isso, fico feliz em chegar aqui e ver a homenagem de Conquista a esse mestre”, declarou Targino.

Silvana e suas amigas

Para aquecer– O frio intenso e a neblina anunciavam as baixastemperaturas típicas do inverno conquistense, mas não permitiram que ninguém ficasse parado ao som da sanfona e do forró de Targino. Afinal, é tempo de São João, e em Vitória da Conquista esse período é sinônimo de muito arrasta-pé ao som do que há de melhor no autêntico forró nordestino.

Arleide Marinho, acompanhada do filho e do esposo

“Targino Gondim é muito bom; já estou aqui na expectativa”, contou a servidora pública Arleide da Silva Marinho, minutos antes do começar o show do cantor, acompanhada do filho e do esposo. “Vim hoje só para ver Targino Gondim que é muito bom. Eu adoro”, revelou a enfermeira Silvana Vieira.

Laurêncio Sombra e Juliana Fagundes

O casal de professores Laurêncio Sombra e Juliana Fagundes, aproveitou o São João de Conquista para matar a saudade um do outro ao som de Targino e das demais atrações da quinta noite do Forró Pé de Serra do Periperi. Isso porque ele mora em Salvador, enquanto Juliana, em Vitória da Conquista. “Vim para apreciar a festa e gostei muito do novo local. Não sabia que seria aqui, achava que ainda seria no Centro”, contou Laurêncio aprovando o novo espaço dos festejos.

[nggallery id=125]