Com o objetivo de implantar a Vigilância da Covid-19 nas unidades de ensino superior de Vitória da Conquista, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promoveu uma formação com as coordenações das unidades de ensino superior do município sobre a vigilância da Covid-19, considerando a previsão de retorno das aulas acadêmicas para no início do próximo ano.

A medida está prevista na Portaria Conjunta SMED/SMS nº 19/2021, que estabelece as regras e protocolos de segurança sanitária o para retorno às atividades letivas. “Estamos tendo esse momento específico com as universidades, faculdades e escolas técnicas, porque o nosso o intuito maior é identificação precoce de possíveis casos suspeitos de Covid-19 que poderão acontecer com o retorno presencial, seja de alunos ou colaboradores”, explicou a diretora de Vigilância em Saúde, Ana Maria Ferraz, que esteve à frente da atividade.

A formação somou a experiência obtida com as atividades presenciais na educação básica das instituições que já retornaram, os protocolos que estão sendo seguidos, e a partir disso abriu o diálogo sobre como os protocolos podem ser aplicados ou adaptados para a educação superior, seguindo o mesmo objetivo de garantir as atividades presenciais de forma segura e responsável.

O reitor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), professor Luiz Otávio de Magalhães, aprovou e parabenizou a iniciativa da SMS. “Esse momento é fundamental, porque todos os dirigentes, docentes e estudantes tem sentido a necessidade da retomada plena das atividades presenciais e isso deve ser feito em benefício da educação, mas deve ser feito também com responsabilidade e muito cuidado porque ainda estamos em contexto de pandemia”, destacou o reitor.

Para a coordenadora acadêmica da Faculdade Santo Agostinho (Fasa), professora Isabela Arruda, a reunião foi importante para fazer o alinhamento das estratégias de biossegurança que precisam ser adotadas pelas instituições. “Isso só reforça a preocupação do município em estar assessorando, monitorando e estando realmente perto das instituições, no sentido de evitar maiores problemas relacionados a contaminação da Covid, mas também se mostrar solicito no acompanhamento e nas demandas das instituições”, afirmou a professora.

A SMS se colocou a disposição para trabalhar em conjunto com as instituições de ensino para que a vigilância da Covid-19 seja implementada, a fim de evitar os riscos de contaminação ou aumento dos números dos casos no município.