A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), por meio da Coordenação de Políticas LGBT, incluiu na programação do Março Mulher, que este ano traz o tema: “Mulher, nossa referência”, a pauta da visibilidade trans, com o objetivo de apresentar as mulheres trans e travestis de Vitória da Conquista para que elas tenham acesso a oportunidades e seus direitos respeitados.

“Nosso objetivo é discutir com toda a sociedade o reconhecimento da identidade de gênero deste público e, desta forma, combater a discriminação, abertura do mercado de trabalho e também ações para melhorar a autoestima”, explica o coordenador municipal de Políticas LGBT, José Mário Barbosa.

As ações, que começarão na quarta-feira (9) incluem oficinas, mutirão para retificação civil e dia de beleza.

Programação

Quarta-feira – Coletiva à imprensa para falar sobre as ações da visibilidade trans durante a programação do Março Mulher

Quinta-feira –Oficina: “A mulher trans e travestis e suas relações de trabalho”. Convidada: Camila Araújo, empresária proprietária da Parmeggio, empresa mais de Vitória da Conquista.

Público: Coletivo Trans, Coordenação Proteção Social Básica, Renner, Riachuello, C&A, Big Bom Preço (Gerentes e Supervisores), e lojistas da CDL.

Sexta-feira – Oficina: Visibilidade Trans, reconhecendo a identidade de Gênero. Público: Servidores da Guarda Municipal.

16 de março – Mutirão: “Meu nome minha identidade”, campanha de retificação civil. (Coordenação LGBT, Defensoria Pública e Cartório 1º Oficio).

17 de março – Um dia de beleza “Trans Fashion”. Parceiros: ONG Autoestima (Ismael e Neia) e Senac.