Anúncio foi feito durante o pôr do sol deste domingo (18), às margens da lagoa

Com a primeira etapa de reurbanização do Parque da Lagoa das Bateias quase concluída – mais de 75% da vegetação aquática já foi retirada, deixando novamente à vista o espelho d’água que estava oculto há anos – a Prefeitura de Vitória da Conquista anunciou para esta segunda-feira (19), o início da segunda fase da obra, que ficará a cargo da VCA Construtora.

A nova intervenção consistirá na reconfiguração de toda a estrutura de lazer e esportes do Parque. O anúncio oficial foi feito pela prefeita Sheila Lemos durante o pôr do sol deste domingo (18), nas imediações do Museu de História Natural, às margens da Lagoa.

“As obras começam amanhã. Não é semana que vem, nem mês que vem. É dessa forma que nós fazemos com que Vitória da Conquista acelere cada vez mais”, declarou Sheila, ao lado de integrantes do Governo Municipal, do CEO da VCA Construtora, Jardel Couto, e dos vereadores Hermínio Oliveira, Luís Carlos Dudé, Nildo Freitas, Dinho dos Campinhos e Ricardo Babão.

O orçamento inicial da obra, segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana (Seinfra), está estimado em R$ 3 milhões, provenientes de recursos do Município. De acordo com o projeto que detalha a segunda etapa de intervenções, será feito o zoneamento do espaço, dividindo-o em várias áreas destinadas a atividades específicas, como Vila Esportiva, Vila Família, quadras de areia, quadra poliesportiva, academia ao ar livre, redários, espaços exclusivos para a circulação de crianças e de animais de estimação, área especial para a contemplação da paisagem, entre outras novidades.

A ideia é que toda a estrutura já existente de comércio, lazer e esportes seja aproveitada no processo de ampliação da infraestrutura do Parque. A calçada, a ciclovia e a iluminação pública também serão revitalizadas. Dessa forma, a requalificação se estenderá aos 503 metros quadrados de área verde que formam o Parque da Lagoa das Bateias.

Sheila mostra o projeto da segunda etapa, ao lado de integrantes do Governo Municipal, vereadores e Jardel Couto (VCA Construtora)

“É a recomposição do que já existia, na sua maioria, nas quadras poliesportivas já existentes. E, adicionando a isso, novos projetos”, explicou Jardel Couto. O CEO da VCA Construtora informou que o novo cronograma de obras será dividido em etapas. “A primeira etapa, nós temos previsão de três meses de obra. E, logo em seguida, novas obras serão anunciadas”, registrou o executivo.

“Teremos uma área ambiental, mas na qual poderemos praticar o nosso esporte e o nosso lazer”, ressaltou Sheila. “Com tudo isso, nós estamos resgatando o brilho nos olhos da população que vive na zona oeste da cidade”, disse ainda a prefeita, enumerando obras realizadas nessa área, como a revitalização da avenida Brumado e outras intervenções.

O volume de investimentos na infraestrutura do lado oeste, ainda segundo a gestora, tem o objetivo de eliminar o desequilíbrio existente entre as zonas oeste e leste. “Nós temos que fazer a integração da cidade, sem que haja lado A e lado B, para que não haja diferença entre as pessoas”, defendeu a gestora.

Mais trabalho, emprego e renda

O secretário municipal de Infraestrutura Urbana, Jackson Yoshiura, argumentou que o propósito do Governo Municipal é tornar o local cada vez mais dotado de uma estrutura ideal para receber os visitantes – sejam eles conquistenses ou não. “A gente devolve para Vitória da Conquista esse espaço maravilhoso. E, agora, com uma infraestrutura muito melhor, muito mais ampla, muito mais confortável para a população. Espero que, nos próximos meses, a gente já consiga perceber o reflexo disso tudo na vida das pessoas”, pontuou o titular da Seinfra.

Os reflexos, por sinal, já vêm sendo sentidos por alguns vendedores ambulantes – a exemplo de Cornélio Francisco de Abreu, 56 anos, conhecido como “Paulista”, proprietário de um food truck. No domingo, enquanto transcorria a cerimônia de anúncio da segunda etapa das obras, seguida do show da banda Garotos de Mel, ele estacionou seu veículo ao lado do Museu de História Natural. Foi a segunda vez que ele levou seu negócio à Lagoa das Bateias.

“Antes eu não vinha porque não tinha movimento. Agora, que tem movimento, a gente vem. Está excelente, agora”, observou o comerciante, que pretende retornar mais vezes, aproveitando-se da retomada de eventos culturais e esportivos no Parque da Lagoa das Bateias.

Outro que pretende voltar é o vendedor Jorge Viana, 60 anos, que levou seu ponto de venda de espetinhos para a Lagoa, pela primeira vez, em dezembro do ano passado – exatamente em razão do movimento gerado pela iluminação natalina implantada ali pela Prefeitura.

Ele também vendeu seus produtos por lá, no domingo. E, assim como o colega Paulista, quer voltar à Lagoa sempre que houver algum evento onde possa vender suas mercadorias. “Pretendo, sim, com certeza. Eu vivo disso. Quanto mais cultura e eventos tivermos na nossa cidade, mais os vendedores ambulantes trabalham e vendem, e geram emprego e renda”, animou-se Jorge.

Gilmar Santos com a esposa, Isamara, e os filhos: Cecília, Samara e Samuel

“Cada dia, uma novidade”

As coisas também estão mudando para quem vai à Lagoa das Bateias apenas para se distrair. O jardineiro Gilmar Santos, 49 anos, costuma sair de sua casa, no bairro Candeias, aos domingos, para passar no calçadão da Lagoa ao lado da esposa, Isamara, e dos filhos: Cecília, 8 anos, Samara, 7, e Samuel, 4.

“A lagoa estava precisando dessa limpeza”, reconheceu Gilmar, que, desde o início da primeira etapa da revitalização, em março do ano passado, acompanhou semanalmente o andamento dos trabalhos. Informado sobre a segunda etapa da intervenção, ele também se mostrou esperançoso.  “Muito melhor, né? Olha a segurança, o lazer de você vir. É um local que os filhos ficam felizes de vir e de ver. Cada dia tem uma novidade diferente”, comentou.