Família reunida novamente

A manhã desta sexta-feira (10) foi muito especial para David de Jesus Souza (22) e sua família. A emoção tomou conta de todos no reencontro depois de pouco mais de um ano e uma grande preocupação nos últimos seis dias.

A família de Jacobina conseguiu achar David graças à equipe do Abrigo Provisório I, da Prefeitura de Vitória da Conquista, depois que ele – no trajeto de retorno para sua terra natal – ficou “pelo meio do caminho”. Segundo David, ele estava trabalhando na colheita de laranja em São Paulo, mas como a colheita acabou e veio a Covid-19, ele não conseguiu outro trabalho, então resolveu voltar para casa: “Depois da colheita, eu já não tinha o que fazer, então consegui comprar a passagem em uma van”, conta David, que comprou sua passagem com destino a Feira de Santana onde seus familiares iriam buscá-lo.

David aprovou o atendimento da equipe do Abrigo Provisório I

Só que no meio do caminho, na cidade de Águas Vermelhas (MG), foi deixado pelo motorista da van após desentendimento com outro passageiro. “Ele me deixou no posto e sem ter o que fazer, procurei a assistência social de lá, que comprou uma passagem para um povoado aqui de Conquista. Chegando lá, comprei uma passagem aqui para cidade”.

No meio deste caminho, David teve seus pertences roubados. Mas essa saga começou a ter seus dias finais quando ele procurou a Assistência Social de Conquista que o encaminhou para o Centro Pop Adulto, onde foi recebido pela equipe do Serviço de Abordagem Social e acolhido para o Abrigo Provisório I, na segunda-feira (6).

Enquanto isso, sua família já estava preocupada por não tê-lo encontrado em Feira de Santana no domingo (5), como combinado, e após informações de que ele estaria na região de Conquista, entrou em contato com um blog do Município que divulgou o seu desaparecimento.

Uma servidora do abrigo identificou David pela foto do blog e informou à equipe que, prontamente entrou em contato com a família. “Nós ligamos e a família rapidamente se organizou para vir buscá-lo. Toda equipe ficou feliz e esta é a nossa segunda reintegração familiar. A primeira foi um rapaz de Macarani. Aqui, além de ofertamos alojamento, banho, alimentação e atividades socioeducativas, nós também fazemos toda a parte de assistência social, como a busca por familiares, retirada de documentação civil, cadastro único, entre outros”, explicou Roberto Paulo dos Santos, gerente do Abrigo.

“Quando eu falei com minha mãe eu fiquei muito feliz, porque eu sabia que ia voltar, que eu estava bem, mas ela não sabia. Como me roubaram tudo eu não tive como avisar”, contou David, que também destacou o atendimento do abrigo, “me receberam muito bem, me levaram para vacinar, vou voltar pra Jacobina feliz”.

Mãe, pai e irmãos já retornaram para Jacobina com um misto de alívio e felicidade. “Eu não tenho palavras para agradecer, por todos que me ajudaram a reencontrar meu filho. Nós fomos até Feira de Santana procurar por meu filho, depois a internet. Só tenho gratidão”, declarou Agnailde, emocionada.