A Escola Municipal Eurípedes Peri Rosa, situada na sede do distrito de Bate-Pé, recebeu uma Sala de Recursos Multifuncionais onde é desenvolvido o Atendimento Educacional Especializado (AEE), desde o mês de abril, para 24 alunos com deficiência que moram na região.

A Rede Municipal de Ensino possui 26 salas de recursos multifuncionais, três delas na zona rural, nos distritos de São Sebastião, Pradoso e agora Bate-Pé. A prefeita Sheila Lemos visitou, nesta segunda-feira (3), a sala recém-criada e reforçou a importância do fortalecimento da educação especial em todo o município.

“Quem está na zona rural está muito distante do serviço e quando você traz o serviço até a comunidade, diminui essa distância e faz com que as pessoas tenham o pertencimento da zona rural, de querer viver aqui, de ter qualidade de vida, que é muito importante. É um desafio imenso para os municípios, por conta de recurso, mas com força de vontade a gente vai vencendo e trazendo mais ferramentas para os nossos alunos da educação especial”, afirmou Sheila.

Segundo a coordenadora da Equipe Especial de Educação Inclusiva da Secretaria Municipal de Educação (Smed), Gilnúbia Mendes, o aumento de alunos com deficiência na unidade escolar fez com que fosse contemplada PDDE interativo, recebendo um recurso para a compra de alguns materiais, e outros adquiridos por meio de parceria com a Smed, para montar o espaço.

A sala de recursos tem um espaço arejado e colorido, estantes com diversos tipos de materiais educativos e jogos lúdicos, brinquedos devidamente escolhidos e organizados, além de computador para atividades de informática. Nela, os alunos aprendem a desenvolver ou aprimorar habilidades, em parceria com a sala regular de aulas.

“Nosso trabalho da sala de recurso é trabalhar as habilidades e em parceria com a sala regular. A gente prepara o aluno com habilidade para que a professora da sala regular desenvolva o currículo escolar que é a aprendizagem normal”, explicou a professora responsável pelo espaço, Rosângela Benevides, que complementou: “Não só a comunidade de Bate-Pé, mas toda a comunidade escolar está muito feliz, porque junto com a sala multifuncional, vem todo um trabalho direcionado para que realmente aconteça a inclusão, formações com os auxiliares e professores, um trabalho mais lúdico, de parceria”.

A subsecretária municipal de Educação, professora Selma Maria Oliveira, destacou que, dessa forma, a educação chega de forma completa nas unidades escolares. “Essa é a terceira sala multifuncional na zona rural e a Smed tem tido um olhar nesse sentido. A ideia é que nós consigamos atender às necessidades e completar esse ciclo maravilhoso de oferecer essas salas multifuncionais aos nossos alunos com deficiência na rede de educação especial”, finalizou Selma.