Várias gerações da família de Doula foram registradas nesta única foto

Com objetivo de valorizar os espaços de vida e mostrar a representatividade do território, a equipe do programa Primeira Infância do SUAS (Pis), do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Pedrinhas, está realizando a ação comunitária Florescer, que conta com a parceria da Secretaria de Comunicação (Secom) na produção das fotos.

As fotografias serão parte de uma exposição que vai ser realizada no Cras Pedrinhas

O local escolhido para produção das fotografias foi o Beco de Doula, no Bairro Pedrinhas. “Nós escolhemos as famílias atendidas pelo Pis dessa localidade porque elas são reconhecidas pela comunidade por serem os moradores mais antigos do bairro e também por terem uma cultura muito forte. Então, nós queremos mostrar isso com a exposição das fotografias”, explicou a mobilizadora do Pis, Marina Ferreira Cunha.

A exposição das fotografias produzidas pelo fotógrafo da Secom, Hugo Batista, vai acontecer no próximo dia 11 de março, no Cras Pedrinhas e fará parte da programação do Março Mulher. “Nosso objetivo com essa ação é integrar, ampliar e fortalecer ações das políticas públicas voltadas para gestantes, crianças na primeira infância e das famílias”, esclareceu a gerente da unidade Eslange Sousa.

Edneide, suas filhas e netos são atendidos pelo Pis

Doula foi uma das fundadoras do bairro, a matriarca mais velha da comunidade e era avó de Edneide Gonçalves dos Santos, que foi fotografada com suas filhas e netas. Para ela, o Cras Pedrinhas tem ajudado muito as famílias da localidade. “A minha avaliação do serviço é 10, pois o Cras supre quase todas as necessidades das crianças do bairro e a população aqui do Beco de Doula só tem a agradecer pelo trabalho bem feito. Numa só palavra, o Cras nas nossas vidas é 10”, destacou Edneide.