O 6º aniversário do Cras VI foi realizado na quadra do Bairro Nova Cidade

O sexto aniversário do Centro de Referência em Assistência Social do bairro Nova Cidade (Cras VI) foi celebrado na manhã do último sábado (10). O evento comemorativo, voltado para a comunidade, ofereceu serviços das secretarias municipais e de instituições parceiras.

A Prefeitura Municipal levou ao local o Projeto Educarte, da Secretaria de Educação; além do apoio do Caps – AD, a realização de teste de glicemia e outros exames, pela Secretaria de Saúde; e os principais programas da Secretaria de Desenvolvimento Social como: a Diretoria de Habitação e interesse Social, o Bolsa Família, o Centro de Referência da Mulher (Crav), e o Programa Peti e o Acessuas trabalho.

Vários serviços foram oferecidos pela Prefeitura e instituições parceiras no local

Segundo o diretor de Assistência Social da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), Michael Farias, a comemoração possui um simbolismo muito grande. “Comemorar o aniversário de um CRAS é reconhecer a importância da Política de Assistência Social na vida das pessoas que vivem neste território. Portanto, o governo municipal continuará celebrando esses momentos e também investindo para fortalecer os CRAS tanto na zona urbana quanto na zona rural. Enfim, estamos muito felizes.”

Além da festa e de apresentações culturais, foram oferecidos à população durante toda a manhã, os serviços de enfermagem, cosmética e estética e apoio jurídico, oferecidos, respectivamente, pelas faculdades UniNassau e Fainor. Houve também a emissão de tarifas sociais, feitas pela Coelba e Embasa, e o projeto “Mãos que Reciclam” da 2ª Defensoria Pública Regional.

Sirleide é assídua frequentadora dos programas oferecidos pelo Cras

A coordenadora da proteção social básica da Semdes, Mickaella França, salientou a importância do Cras para o bairro durante os seis anos de existência. “O Cras VI tem prestado um serviço imprescindível à essa comunidade, ofertando direitos e garantias aos que mais deles precisam. ”, declarou.

Sirleide Lopes é moradora do Nova Cidade e ficou satisfeita com a ação. Ela elogiou o atendimento do Cras e enfatizou a importância do Centro na sua vida, “utilizo todos os serviços e o que mais gosto é a oficina de artesanato. Já sofri depressão e o Cras foi o meu remédio”, ressaltou