A Prefeitura de Vitória da Conquista lançou na tarde desta sexta-feira, 3, mais uma ferramenta para fomentar a participação popular nas atividades do Poder Executivo: o Orçamento Participativo (OP) Digital. O objetivo do OP Digital é assegurar novos métodos que valorizem e qualifiquem o exercício da cidadania no município, por meio do uso das tecnologias da comunicação.

A cerimônia de lançamento, no Gabinete Civil, contou com a participação do prefeito Guilherme Menezes, de secretários municipais, coordenadores, representantes da sociedade civil organizada, membros da executiva do Orçamento Participativo e do vereador Ricardo Babão, além de outros servidores da Administração Pública.

O secretário de Comunicação, Ricardo Marques, mostrou aos presentes como funciona o site, demonstrando que a votação se dará de maneira segura tanto para o cidadão quanto para o Governo. “O OP é um instrumento de participação popular cada vez mais forte. Essa é uma ferramenta que contribui ainda mais para eleger de forma democrática as prioridades para a gestão de nossa cidade. O Orçamento Participativo continua forte e a ideia é fortalecer ainda mais”, ressaltou.

Para o Coordenador do OP, João Alberto: “O Orçamento Participativo é uma marca viva na Administração Municipal”. O coordenador comemora o bom funcionamento do OP em Vitória da Conquista: “Dificilmente alguém vai a uma plenária par descaracterizá-la. Naturalmente algumas vezes alguém apresenta alguma insatisfação, mas de forma educada e construtiva”.

“O OP é um instrumento altamente democrático e participativo. Eu não acredito que exista outro município que se reúna tanto com a população quanto nós, o que eu penso que é um ganho muito grande para o governo. Mas faltava ainda a participação individual de pessoas que por motivos vários não vão às reuniões. Essa iniciativa é bem-vinda para atrair essa participação”, comentou o secretário municipal de Governo, Edwaldo Alves.

O secretário deixou claro que a contribuição dada pelos cidadãos no ambiente virtual será tratada com o mesmo respeito com a Administração que trata as apresentadas pessoalmente. “Demanda do OP será respeitada e tratada com seriedade, seja de plenária seja do OP digital”, afirmou.

O prefeito Guilherme Menezes reforçou a afirmação do secretário: “Prioridade do Orçamento Participativo para esse Governo é sagrada”. O prefeito lembrou a história de contribuição do OP para o desenvolvimento do município, sobretudo para o desenvolvimento das pessoas que se engajaram. “Muitos líderes se formaram em Vitória da Conquista a partir das reuniões do OP”, comentou o gestor para quem a credibilidade alcançada pelo Governo conquistense se deve em grande parte à contribuição e à fiscalização do povo no OP.

Como funciona– Com o OP Digital, a população poderá escolher entre três tipos de obras: creches, quadras poliesportivas ou postos de saúde. Cada pessoa poderá votar uma única vez, escolhendo qual localidade deve ser beneficiada e qual obra deve ser executada pela Administração Municipal nessa localidade. A Prefeitura Municipal se comprometerá a executar as duas obras mais votadas no OP Digital, uma na zona oeste da cidade e outra na zona leste.

Passo a passo– Para acessar o Orçamento Participativo Digital, a população deve clicar no endereço eletrônico www.pmvc.ba.gov.br/op e no link “OP Digital” e em seguida no link “Escolha sua Obra”. Se preferir, o cidadão pode ainda clicar no link “Como funciona o OP Digital” e saber mais sobre o serviço.
Para participar da votação das obras, é necessário preencher uma ficha de cadastro e em seguida o internauta será direcionado para a página de votação. Nessa página, é preciso marcar a região escolhida (leste ou oeste) e em seguida escolher a localidade que será atendida. Por fim, o cidadão deve escolher qual obra é prioritária para aquela localidade.
Saiba mais – O Orçamento Participativo de Vitória da Conquista se consolidou como uma das experiências de participação popular mais exitosas do país. Enquanto em muitos municípios o OP foi enfraquecido e deixou de existir, em Vitória da Conquista esse instrumento de participação popular, com 17 anos de atuação, torna-se mais forte a cada ano. Isso porque o Governo Municipal entende que a administração da cidade deve ser feita em parceria com a população, pois quem mais conhece as necessidades de uma comunidade são os próprios moradores.