O prefeito Herzem Gusmão e os secretários municipais Michael Farias e Claudio Cardoso recepcionaram, na tarde desta terça-feira (10), o novo diretor-geral do IFBA — Vitória da Conquista, Felizardo Rocha, e sua equipe. O encontro serviu para estreitar laços e tratar do encerramento do Projeto Cidadão Aprendiz, que tem como um dos promotores a Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista e o Instituto Federal da Bahia (IFBA).,

Acompanhado da coordenadora pedagógica do projeto, Maria das Graças Bittencourt, o diretor-geral informou que a formatura de 25 jovens vai acontecer no dia 10 de julho. Felizardo ainda ressaltou a importância das parcerias com a Prefeitura: “O projeto se encerra neste semestre, mas paralelo ao Cidadão Aprendiz vemos várias parcerias e queremos ampliar. O Ifba ganha, a Prefeitura ganha e a sociedade ganha. A expectativa é a melhor, pois já temos bons frutos sendo gerados por essa parceria”.

O Cidadão Aprendiz é um programa de aprendizagem profissional, destinado a jovens em situação de vulnerabilidade econômica ou social vinculados aos órgãos de acolhimento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Enquanto o Ifba entrou com a qualificação teórica dos jovens, a Prefeitura forneceu a capacitação prática.

O prefeito citou a participação do Ministério Público do Trabalho, o Ministério Público Estadual e a empresa ECPL Empreendimentos no projeto e avaliou: “Foi uma experiência muito boa. Quando recepcionamos os jovens aprendizes em 2018, os senti tão felizes e foi algo bom para eles, para a Prefeitura e para o Ifba. Outras etapas serão abertas com certeza. Além disso, temos estreitado a boa relação com o Ifba em outras áreas. Portanto, estamos perto da academia”.

Entre as parcerias citadas, estão o apoio de estudantes de Engenharia Ambiental na elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico e dos alunos de Engenharia Elétrica na decodificação do sistema de energia elétrica. O Ifba também vai ceder à Secretaria Municipal de Educação o Centro Vocacional Tecnológico (CVT), no povoado de Tapirema, para a implantação de uma escola nucleada.