A partir do mês de novembro, a Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Administração (Semad) estará oferecendo assessoria técnica para associações, cooperativas e comunidades quilombolas com o objetivo de torná-las aptas para participarem de editais e chamadas públicas de captação de recursos.

A equipe realizará os primeiros encontros com representantes das associações de moradores dos distritos de José Gonçalves, Inhobim e Bate-Pé. Além de orientações sobre como obter recursos, a a assessoria técnica vai ajudar na análise de documentos para cadastro ou regularização desses cadastros.

Para tratar da iniciativa, a equipe do Núcleo de Projetos da Semad se reuniu, na terça-feira (19), com os coordenadores da secretaria e das subprefeituras de José Gonçalves, Inhobim e Bate-Pé .

Responsável pelo projeto, a técnica Rosênia Tavares explica que muitos desses grupos, inclusive ligados à agricultura familiar, deixam de participar de chamadas públicas por não estarem aptos. “Hoje, 30% dos alimentos adquiridos pelas prefeituras devem sair da agricultura familiar e para esses agricultores participarem das chamadas públicas precisam ter toda a documentação regularizada”, explicou Rosênia.

Além das associações rurais, a assessoria formada por gerentes de projetos, coordenadores, assessores jurídicos e contábeis, também dará suporte técnico as secretarias municipais e associações e cooperativas de outras áreas.

Equipe de assessores e das subprefeituras