As fortes chuvas que caíram no município nos últimos dias trouxeram prejuízos para moradias em várias localidades da zona rural. Segundo a Defesa Civil Municipal, até ontem (30), 114 residências foram atingidas total ou parcialmente. Destas, 55 estão completamente inabitáveis, 18 foram parcialmente destruídas e 24, apesar de habitáveis, necessitam de reparos.

Foram cadastradas 122 famílias, 94 delas estão acolhidas nos nove abrigos montados pela Prefeitura, onde recebem alimentação, roupas, atendimento médico e socioassistencial, além de inscrição ou atualização do Cadastro Único para regularização de documentação civil e atualização e/ou cadastro para os programas federais como Auxílio Brasil.

Para a reconstrução das moradias, o Governo Municipal busca recursos junto ao Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional e da Secretaria Nacional de Defesa Civil, de acordo com normas relativas a situações de emergência.

Já com recursos próprios e doações voluntárias da população, a Prefeitura tem garantido o envio de alimentos, roupas, produtos de higiene e limpeza, além de outros itens necessários às famílias que estão em áreas isoladas devido as cheias dos rios e bloqueio de estradas.