Durante reunião com moradores do Simão, na tarde desta quarta-feira (11), a prefeita Sheila Lemos ouviu solicitações de pavimentação das vias que formam o corredor de ônibus do bairro e explicou que, antes do investimento em asfalto, é preciso que as ruas já tenham rede esgotamento sanitário – o que ainda não é o caso das vias em questão.

“Por lei, não podemos colocar o asfalto agora, somente após a implantação das redes de drenagem e esgoto, além disso, seria um desperdício de dinheiro. Não é simplesmente chegar e jogar o asfalto”, explicou a gestora. Segundo ela, é necessário que os moradores pleiteiem a instalação dessas redes à Embasa, para que a camada de asfalto possa ser colocada.

“Vamos tentar fazer por etapas. Vamos lutar, primeiro, pelo esgotamento sanitário”, recomendou a prefeita. De acordo com a gestora, a atual situação dos cofres municipais não permite que tais investimentos sejam feitos com recursos próprios. “Qualquer tipo de investimento, neste momento a gente só consegue fazer com emenda parlamentar”, informou.

Além de infraestrutura e mobilidade urbana, os moradores apresentaram reivindicações nas áreas de saúde (ampliação o número de atendimentos médicos na unidade básica), serviços públicos e educação. A fim de tratar desses assuntos de forma mais detalhada, a prefeita sugeriu que uma nova reunião seja agendada para ser realizada no próprio bairro do Simão, com a presença dos secretários Jackson Yoshiura, de Infraestrutura Urbana, e Ramona Cerqueira, de Saúde, além de outros representantes do Governo Municipal.

“A prefeita nos deu uma esperança”

Eva Barros, que faz parte da associação de moradores do Simão.

“Foi ótimo. Às vezes, a gente está em dúvida. E as dificuldades estão esclarecidas”, avaliou Eva Barros, que faz parte da associação de moradores do bairro. “A prefeita nos deu uma esperança de que pode acontecer. Só que não agora, porque não tem como fazer esse projeto agora”, disse ainda a moradora.

Responsável pela articulação da audiência dos moradores com a prefeita, o vereador Hermínio Oliveira também avaliou a conversa de forma positiva. “A prefeita esclareceu que não há possibilidade de fazer pavimentação em ruas que não têm saneamento básico”, pontuou o parlamentar. “Houve outras coisas que foram abordadas, outros pedidos e solicitações que vão ser atendidas”, concluiu.