A Prefeitura preparou várias estruturas para receber as famílias que foram desabrigadas por causa das chuvas fortes no município. Os abrigos estão localizados nas áreas de maior incidência de alagamentos: Lagoa das Flores, Campinhos, Jardim Valéria, povoados de Itapirema, Caiçara, Choça e sede do distrito de Pradoso.

A população que precisou deixar suas casas já começa a chegar aos abrigos montados pelo Governo Municipal, onde se alimentar e passar a noite, com toda a assistência. Cerca de 100 pessoas, de 23 famílias já estavam abrigadas às 20h.

Na Lagoa das Flores, sete famílias, um total de 38 pessoas, já estão abrigadas. Nos Campinhos, duas famílias. No povoado de Itapirema, a recepção é no Centro de Vocação Tecnológica do IFBA, onde estão 12 famílias, 46 pessoas.

No Campinhos, o local preparado pela Prefeitura é a Creche Professora Celina de Assis Cordeiro, que está apto a receber 70 pessoas. Uma equipe de acolhimento trabalha 24 horas para acolher as famílias desalojadas. Além das sete salas aula, a creche tem cozinha, vestiário, refeitório e banheiros. A equipe de acolhimento efetua o cadastro para que seja disponibilizado benefícios como o aluguel social.

Na Escola Municipal Marlene Flores, do bairro Lagoa das Flores, 9 das 11 salas disponíveis já estão ocupadas por famílias em um dos bairros mais afetados pelas chuvas.

A primeira recomendação é que as famílias que estiverem em situação de risco acionem a Defesa Civil pelo telefone 199, que deverá encaminhar para a assistência da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes).