Um grupo de jovens do Núcleo de Cidadania de Adolescentes (NUCA) participou, nesta sexta (22), de um bate-papo com o coordenador municipal da Juventude, Pedro Pithon, sobre a participação da mulher na política e na sociedade. O encontro aconteceu no Centro Integrado de Direitos Humanos.

O objetivo da conversa foi despertar no grupo uma reflexão a respeito da realidade política e da baixa representatividade feminina. “É importante que os jovens tenham essa consciência e o quanto faz falta a inserção da mulher na política, o que é tão sonhada e tão necessária”, afirmou Pedro.

“Eu acho importante esse momento, pois só o meu voto não vai mudar as coisas, tem que ser todo mundo. Se as pessoas tivessem essa oportunidade de discutir política, certeza que seria diferente”, disse Mikaele Sousa, jovem de 18 anos que vai votar pela primeira vez nas eleições de 2020.

Apesar de serem maioria (as mulheres são 52% do eleitorado brasileiro), quando se mede a presença nos cargos de poder, os números são bem menores. Elas são 15% dos deputados federais e dos senadores e 14% dos vereadores. No Executivo, apenas um estado é governado por uma mulher e 12% dos municípios.

A atividade do Nuca integra o projeto Faça a Diferença, lançado pela Prefeitura Municipal em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral-BA, e está dentro das atividades propostas pelo selo Unicef.