Garantir a atenção integral à saúde de mãe e filho: esse é o objetivo do grupo condutor da Rede Cegonha instituído no município, no mês de novembro, por meio da Portaria 038/2019.

O grupo, formado por 22 representantes de toda a rede municipal de saúde, reúne-se mensalmente para discutir e planejar estratégias que assegurem à mulher o direito ao planejamento reprodutivo, à melhoria do acesso da cobertura e da qualidade do acompanhamento pré-natal, da assistência ao parto e puerpério. Além de garantir à criança o direito ao nascimento seguro, ao crescimento e desenvolvimento saudáveis.

“A Rede Cegonha foi instituída como estratégia inovadora do Ministério da Saúde desde 2011, só que o que percebemos em toda regional, é que ainda não havia uma sistematização e articulação do cuidado. Então, o grupo condutor da Rede Cegonha foi um grande passo para o município porque nós vamos melhorar o que já estávamos fazendo nas nossas ações e vamos identificar aquilo que precisar ser implantado dentro da estratégia”, explica Gislany Silveira, coordenadora da área técnica de Saúde da Criança e do Adolescente da Atenção Básica.

Nesse primeiro momento, o grupo está realizando um diagnóstico situacional da saúde da criança para identificar as demandas e preparar algumas ações de capacitação voltadas para os profissionais de saúde, a serem realizadas ainda neste primeiro semestre de 2020.

A coordenadora Gislany ainda reforça o compromisso principal da Rede Cegonha: “O objetivo principal de todo esse trabalho é garantir o cuidado integral, desde quando a mulher estiver planejando a gravidez até que a criança complete dois anos de vida. A Rede Cegonha prevê esse acompanhamento por completo, então estamos unindo forças para que essa atenção integrada ao binômio mãe e filho aconteça”, finaliza.