A oficina de técnicas circenses, desenvolvida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE), por meio da Coordenação de Juventude, teve início no último dia 10 e disponibilizou 20 vagas para jovens de 15 até 29 anos.

Além de oferecer noções de exercícios utilizados no circo, como acrobacias no solo e com tecido, de acordo a ministrante, Desa Aquino, os participantes também trabalham com alongamento e conhecimento do próprio corpo.

“O interessante é que através das aulas os participantes vão criando força, conhecendo mais o próprio corpo, os seus limites, adquirindo mais coordenação motora e flexibilidade, além de trabalhar com o lúdico”, destacou a professora.

Professora Desa Aquino orienta Ariane Silva

Segundo a participante Ariane Silva, de 25 anos, essa oportunidade de participar da oficina foi uma felicidade. “Eu sempre tive curiosidade de participar de algo relativo ao circo, quando eu vi sobre a oficina no site da Prefeitura foi muita felicidade, já me inscrevi logo. Estou gostando e aprendendo muito”, explicou.

Para a coordenadora municipal da Juventude, Melry Amaral, é uma alegria retornar às atividades presenciais com os jovens. “A oficina de técnicas circenses é uma ação muito boa para trabalhar habilidades voltadas à cultura além de benefícios para a saúde física e emocional, o que é essencial nesse tempo de pandemia, no qual os jovens ficaram muito tempo privados de ações de convívio pessoal”, comentou.

A oficina de Técnicas Circenses faz parte do convênio com o Estação Juventude 2.0, tem carga horária de 40 horas e tem previsão de conclusão em dezembro deste ano.