Primeira reunião foi com a equipe realizadora do Encontro Nacional do Café

Uma ação do Governo Municipal que tem aproximado o Executivo Municipal da comunidade conquistense é o Gabinete Itinerante. Sempre que a Prefeitura Móvel está em um local, lá está o prefeito atendendo os representantes locais. A iniciativa foi inaugurada ano passado na Exposição Agropecuária Nacional de Vitória da Conquista. E, mais uma vez, o Gabinete Itinerante está presente neste que é um dos maiores eventos do setor agropecuário, realizado pela Cooperativa Mista Agropecuária Conquistense (Coopmac), com o apoio da Prefeitura.

Na tarde desta quinta-feira (15), o prefeito Herzem Gusmão realizou as primeiras reuniões em seu gabinete, na 52ª edição da exposição. “Aqui está nosso PIB, então é importante ficarmos mais próximos do evento dando atenção aos produtores rurais, levando o governo para perto da comunidade como um todo. O Gabinete Itinerante é uma realidade e estamos no segundo ano com todo o secretariado acompanhando essa semana tão importante para nossa economia”, declarou o prefeito Herzem Gusmão.

A primeira reunião aconteceu com os realizadores do Encontro Nacional do Café, que estavam acompanhados do vereador Luís Carlos Dudé. Na ocasião, eles agradeceram o apoio da Prefeitura de Vitória da Conquista na realização da 11ª edição do Encontro e solicitaram a permanência da parceria para o evento deste ano. “O 11º Encontro Nacional do Café só foi realizado por causa do apoio da Prefeitura e esse ano a gente vem aplaudir essa parceria. Esse é um evento nacional, então é a gestão do prefeito Herzem Gusmão fazendo pela Bahia”, revelou Valéria Vidigal, realizadora do evento.

Em 2017, no Encontro do Café, a Administração Municipal lançou o Programa de Convivência do Semiárido – Palmas para Conquista com o intuito de dar suporte aos pequenos produtores de café, que também possuem criação de bovinos, para plantação de palma forrageira – uma opção de reserva alimentar para o rebanho e de renda para o agricultor até o período de colheita do café. Na época, uma unidade demonstrativa da palma forrageira foi instalada na Fazenda Vidigal.