O Centro de Referência de Assistência Social/CRAS, ligado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, também está oferecendo auxílio às famílias desabrigadas por conta das fortes chuvas ocorridas desde o início desse mês no município. No total, são 55 pessoas – entre elas, 20 crianças, 7 adolescentes e uma idosa – que foram encaminhadas para o prédio da antiga Escola Estadual Dirlene Mendonça, no bairro do Recreio, onde têm recebido assistência psicossocial das equipes do CRAS. O município está sendo monitorado pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais/Cemaden e a Prefeitura Municipal decretou situação de emergência na zona urbana da cidade.

As pessoas interessadas em contribuir podem fazer doações no próprio abrigo ou entrar em contato com a Defesa Civil. As doações mais solicitadas pelos abrigados e pelas equipes de acompanhamento são de alimentos, roupas, cobertas, material de higiene pessoal, sapatos entre tantos outros.

Segundo a Coordenadora do CRAS, Cinara Ferraz, inicialmente está sendo realizado um levantamento para verificar as necessidades de cada família e a existência de cadastro no CadÚnico e nos programas sociais do Governo Federal, como o Bolsa Família e o Programa Minha Casa Minha Vida. As crianças e adolescentes estão sendo encaminhados para as respectivas escolas, e no turno oposto direcionadas ao programa Conquista Criança onde realizam atividades recreativas.

O CRAS é a unidade pública da assistência social, de base municipal, localizada em áreas com maiores índices de risco social, destinada à prestação de serviços e programas socioassistenciais da proteção básica às famílias. O centro promove a articulação destes serviços no seu território de abrangência, de modo a potencializar a proteção e atuando na perspectiva da intersetorialidade. Em Vitória da Conquista, são oito unidades do CRAS, atendendo aproximadamente 7 mil famílias.